Meteorologia

  • 18 MAIO 2024
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 20º

"Chegar aos objetivos pelos mínimos não nos fará sair da mediania"

Adalberto Campos Fernandes, ex-ministro da Saúde, publicou uma mensagem no Facebook após a derrota da seleção nacional. "Esta é a marca da nossa tradição. Medo de mudar, conservar o que está, confundir reconhecimento pelas coisas feitas com o receio de olhar para a frente", vincou.

"Chegar aos objetivos pelos mínimos não nos fará sair da mediania"
Notícias ao Minuto

09:42 - 15/11/21 por Notícias ao Minuto

País Adalberto Campos Fernandes

"No futebol, na política, na economia, nas empresas, na vida profissional quando nos resignamos pelos mínimos perdemos sempre. Apostar na sorte, no improviso, na falha dos outros diminui e compromete quase sempre". Adalberto Campos Fernandes, ex-ministro da Saúde, recorreu às redes sociais, após a derrota da seleção nacional no Estádio da Luz, em Lisboa -, que nos 'empurrou' para os play-off - para fazer uma analogia com outras questões da sociedade atual. 

"No caso de Portugal", a "qualidade dos jogadores que integram a seleção nacional merecia outra ambição, outro rasgo e outra coragem", ressalvou.

Mas acrescentou: "Esta é a marca da nossa tradição. Medo de mudar, conservar o que está, confundir reconhecimento pelas coisas feitas com o receio de olhar para a frente".

Adalberto Campos Fernandes considera, contudo, que a "mudança é sempre mais criativa de valor que a estagnação". "Esta lógica de chegar aos objetivos pelos mínimos, receosa de tudo e de todos não nos fará sair da mediania. Nem no futebol nem no resto", vincou.

Recorde-se que Portugal perdeu com a Sérvia [1-2], com a equipa das quinas a ser 'atirada' para a última via de acesso ao Campeonato do Mundo. Um golo tardio dos sérvios deu-lhes a vitória e a qualificação direta para o Mundial do próximo ano, no Qatar. 

Leia Também: As notas do Portugal-Sérvia: Cálculos falharam e agora só resta uma bóia

Recomendados para si

;
Campo obrigatório