Meteorologia

  • 02 DEZEMBRO 2021
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 14º

Edição

Aquisição, doação ou procriação. Sabe de onde vêm os cães da GNR?

Há, de momento, 305 cães ao serviço da Guarda Nacional Republicana. Saiba um pouco mais sobre como estes chegam às equipas cinotécnicas.

A cinotecnia da Guarda Nacional Republicana (GNR) está a celebrar 65 anos e, através das redes sociais, os militares continuam a 'levantar o véu' sobre estas brigadas fundamentais na segurança de todos. Sabe de onde vêm os cães que as integram? É esta a resposta dada esta quarta-feira. 

Assim, fique a saber que os cães que "integram a especialização cinotécnica da GNR podem ter origem de três formas: aquisição, doação ou procriação". 

A Guarda Nacional Republicana explica, em seguida, como se 'processa' cada uma destas. No que diz respeito à aquisição, revela a força de segurança, "o processo é constituído por três especialistas na área cinotécnica e um médico-veterinário, por forma a adquirir cães entre os oito e os dezasseis meses de idade já com um elevado nível de instintos desenvolvidos".

Mas não fica por aqui: "É sempre realizado um teste de aptidão cinotécnico que tem por objetivo avaliar as componentes ambiental, social, genética e clínica do animal". 

Já nos casos de doação, é também "realizado um teste de aptidão cinotécnico para avaliar as componentes técnica e clínica", com o objetivo de "confirmar se o canídeo possui determinadas caraterísticas que possam ser potenciadas e desenvolvidas por forma a desempenhar tarefas de âmbito operacional".

Por fim, na procriação, "vários especialistas da área cinotécnica e da área médico-veterinária selecionam os reprodutores para procriação de cachorros". Após as oito semanas do nascimento "são separados da mãe e iniciam o seu treino ambiental e de socialização".

Há, de momento, 305 cães ao serviço da GNR. Considerando a totalidade dos canídeos, "cerca de 23 % tiveram como origem em processos de aquisição; 32% em processos de procriação e 45% em processos de doação."

Na mesma publicação, colocada na manhã desta quarta-feira no Facebook, os militares mostram um vídeo da mais recente doação de cachorros - três Epagneul Breton e dois Bracos Alemães. Pode vê-lo na galeria acima. 

Leia Também: Cinotecnia na GNR assinala 65 anos em 2021. Eis as missões que executa

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório