Meteorologia

  • 30 NOVEMBRO 2021
Tempo
13º
MIN 7º MÁX 15º

Edição

Ministro da Defesa vaiado por militares no Dia do Exército

Manifestantes chegaram a pedir a demissão do ministro e do Chefe do Estado Maior do Exército.

Ministro da Defesa vaiado por militares no Dia do Exército

O ministro João Gomes Cravinho e o Chefe do Estado Maior do Exército foram vaiados este domingo, em Aveiro, por centenas de ex-militares, no local onde se celebra o Dia do Exército. De acordo com a RTP,  os assobios e apupos de paraquedistas, comandos e veteranos começaram a ouvir-se ao início da tarde, numa cerimónia que assinala o Dia do Exército. 

Os manifestantes mostraram assim indignação em relação às regras impostas para estas cerimónias, nomeadamente a proibição de ser cantado o hino dos paraquedistas, a música 'Pátria Mãe', mas também pelo facto de ter sido impedido o uso da boina verde, típica do paraquedistas.

No ruidoso protesto, relata a estação pública, chegou mesmo a ser pedida a demissão tanto do ministro como do Chefe do Estado Maior do Exército.

"O Exército, infelizmente, não respeita os paraquedistas nem as operações especiais como os fuzileiros e comandos. Os nossos cânticos e as nossas marchas hão de se manter sempre", disse à RTP um dos ex-paraquedistas presentes. 

Durante praticamente toda a cerimónia ouviram-se gritos de "demissão", "deixa os homens cantar" e "palhaço", intervalados com cânticos e o brado dos paraquedistas.

Oiça, abaixo, a música 'Pátria Mãe'. 

Leia Também: OE. Ministro "confiante" em acordo que evite cenário "muito penalizador"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório