Meteorologia

  • 06 DEZEMBRO 2021
Tempo
17º
MIN 9º MÁX 18º

Edição

Homem com pulseira eletrónica agride esposa e fica em prisão preventiva

Um homem de 49 anos, de Santo Tirso, controlado por pulseira eletrónica devido ao crime de violência doméstica sobre a esposa, ficou em prisão preventiva após repetir as agressões e ameaças à vítima, revelou hoje a GNR.

Homem com pulseira eletrónica agride esposa e fica em prisão preventiva

No comunicado, a Guarda salienta que o homem já "tinha sido detido pelo mesmo tipo de crime", tendo-lhe sido aplicadas as "medidas de coação de afastamento e proibição de contacto com a vítima, por qualquer meio ou forma, controlado por pulseira eletrónica".

A segunda detenção, na segunda-feira em Santo Tirso, verificou-se após os militares apurarem que o "suspeito terá agredido, injuriado e ameaçado de morte a vítima, a sua esposa de 45 anos, de forma reiterada, exigindo-lhe quantias de dinheiro devido ao seu vício de consumo de bebidas alcoólicas", acrescenta a GNR.

Perante a violação das medidas de coação, "foi dado cumprimento a um mandado de detenção" e, após ter sido presente a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal de Matosinhos foi-lhe "aplicada a medida de coação de prisão preventiva", assinala o comunicado.

Leia Também: Prisão preventiva para suspeito de violência doméstica em Belmonte

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;
Campo obrigatório