Meteorologia

  • 30 NOVEMBRO 2021
Tempo
13º
MIN 7º MÁX 15º

Edição

"Não preciso do Euromilhões". Eis a 'CR7 de Marvila' que vive para ajudar

Cristina Santos tem 55 anos e a sua história é destacada pela autarquia lisboeta nas redes sociais: "Sinto-me bem a fazer o bem. Marvila está cada vez melhor, eu gosto de viver aqui, e vai evoluir ainda mais com a nossa ajuda", conta.

"Não preciso do Euromilhões". Eis a 'CR7 de Marvila' que vive para ajudar
Notícias ao Minuto

16:14 - 17/10/21 por Notícias ao Minuto 

País Cristina Santos

Eis Cristina Santos, de 55 anos, a "CR7 de Marvila", que está sempre a trabalhar para ajudar os outros e a melhorar as suas condições de vida. A história desta mulher de garra é contada numa publicação nas redes sociais da Câmara Municipal de Lisboa (CML). 

"Sou a Cristina Santos e tenho 55 anos. Chamam-me assim por causa do meu nome, por morar no número 7 e pela minha energia. Vim da Curraleira, um bairro de barracas, onde sempre fui habituada a ajudar os outros. Há 20 anos vim morar para o Bairro dos Alfinetes, em Marvila", revela, na primeira pessoa. 

E os vizinhos podem contar com a cidadã nas mais diversas questões: "Se existe uma infiltração, se um cano rebentou, se a rua está suja e em muitas mais situações, as pessoas vêm ter comigo a pedir ajuda. Eu ajudo ou encaminho. Somos três vizinhas, eu, a Teresa e a Ana, cada uma cuida de alguns aspetos: limpeza, jardinagem, enfeitar a praceta. Precisamos de uma mangueira de 50 litros e fazemos uma subscrição para a comprar. Tudo para melhorar o bairro". 

Cristina, é vincado na mesmo post, colocado este sábado no Facebook da CML, fez um curso de facilitadora comunitária e, mais tarde, juntou-se  ao Quarto Crescente, um grupo comunitário. E já há 'obra feita': "Pedimos um parque para as crianças, porque brincavam na estrada. Conseguimos um centro médico, um parque fitness e pouco a pouco vamos melhorando o bairro. Somos pessoas de luta, a cidade de Lisboa é constituída por bairros com pessoas boas e más, nós somos a cidade no bairro e o bairro na cidade. Somos um todo". 

A CR7 de Marvila 'recusa' comparações com o melhor futebolista do mundo, mas mostra-se feliz com o que já conseguiu. "Nunca tive tempo para mim própria, sempre a trabalhar para os outros. Comparada ao CR7 não sou nada, mas fico orgulhosa por me chamarem assim", sublinha. 

"Gosto de viver no bairro. Todos me cumprimentam na rua e fico feliz por isso. Não preciso de nada. Tenho família, comida na mesa, uma cama e saúde logo sou rica, não preciso do Euromilhões. Sinto-me bem a fazer o bem. Marvila está cada vez melhor, eu gosto de viver aqui, e vai evoluir ainda mais com a nossa ajuda", termina Cristina Santos. 

Leia Também: Lisboa. Cerca de 300 pessoas caminham em silêncio contra tráfico humano

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório