Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2021
Tempo
15º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Medidas nos Açores deixam de estar dependentes da matriz de risco

"Na prática, as medidas existentes são aquelas que continuarão a existir durante mais algum tempo, até haver um levantamento das medidas em geral", frisou Clélio Meneses.

Medidas nos Açores deixam de estar dependentes da matriz de risco

As medidas restritivas de contenção da pandemia da Covid-19 nos Açores deixam de estar diretamente ligadas aos níveis de risco definidos para o arquipélago. O anúncio foi feito pelo secretário regional da Saúde e Desporto, Clélio Meneses, esta terça-feira, em São Miguel. 

"Apesar de continuar a existir a avaliação de risco através da Autoridade de Saúde", essa avaliação "deixa de ser diretamente aplicável em termos de medidas restritivas", foram as palavras do governante, cita uma nota a que o Notícias ao Minuto teve acesso. 

"É a alteração que acontece, sendo que na prática, as medidas existentes são aquelas que continuarão a existir durante mais algum tempo, até haver um levantamento das medidas em geral", frisou ainda Clélio Meneses.

Na mesma intervenção, o secretário regional voltou a apelar à consciencialização da adoção de comportamentos que minimizam o risco de contágio, através da vacinação, ou da comunicação à linha de saúde de sintomas suspeitos.

A decisão de suspensão da determinação de medidas restritivas dependentes da matriz de risco observada, está plasmada na Resolução nº 245/2021 de 13 de outubro, do Conselho do Governo, publicada hoje em Jornal Oficial. Vigora "desde as zero horas desta quarta-feira, até às 23h59 de 26 de outubro."

Recorde-se que os Açores diagnosticaram, nas últimas 24 horas, 11 novos casos positivos de Covid-19, 10 em São Miguel e um no Faial, enquanto 36 pessoas recuperaram da doença, informou hoje a Autoridade de Saúde açoriana.

Hoje continuam nove doentes internados, dos quais seis estão no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, dois no Hospital de Santo Espírito da ilha Terceira, e um no Hospital da Horta, no Faial, este em Unidade de Cuidados Intensivos.

Está ativa uma cadeia de transmissão local secundária, partilhada entre o Faial e o Pico.

Leia Também: Governo açoriano quer resolver problema de posto de saúde provisório

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório