Meteorologia

  • 28 OUTUBRO 2021
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 23º

Edição

Ex-presidente do BPP fugiu à Justiça para não cumprir pena

João Rendeiro foi condenado a penas de 10, cinco e três anos de prisão em processos diferentes.

Ex-presidente do BPP fugiu à Justiça para não cumprir pena

O ex-presidente do Banco Privado Português (BPP) João Rendeiro saiu da Europa para fugir à Justiça portuguesa e não cumprir a pena a que foi condenado, avança a TVI. O antigo banqueiro tinha informado as autoridades judiciárias que ia passar uns dias a Londres, em Inglaterra.

De acordo com a mesma estação, Rendeiro viajou para Londres este verão e, uma vez lá, saiu para um país fora da Europa, não tendo intenção de regressar a Portugal.

Recorde-se que João Rendeiro foi hoje condenado a três anos e seis meses de prisão efetiva num processo por crimes de burla qualificada, pena que se junta a outras duas (de 10 e cinco anos) de processos diferentes.

Face aos vários processos em que foi condenado, ainda tardará até haver um cúmulo das penas.

O colapso do BPP, banco vocacionado para a gestão de fortunas, verificou-se em 2010, já depois do caso BPN e antecedendo outros escândalos na banca portuguesa. Apesar da sua pequena dimensão, teve importantes repercussões devido a potenciais efeitos de contágio ao restante sistema quando se vivia uma crise financeira.

Na vertente judicial, vários gestores do BPP têm sido condenados pelos tribunais e com penas pesadas, destacando-se o presidente João Rendeiro.

Em maio deste ano, o tribunal condenou Rendeiro a 10 anos de prisão efetiva. Foram ainda condenados Salvador Fezas Vital a nove anos e seis meses de prisão, Paulo Guichard a também nove anos e seis meses de prisão e Fernando Lima a seis anos de prisão.

As condenações foram pelos crimes de fraude fiscal, abuso de confiança e branqueamento de capitais e resultam de um processo extraído do primeiro megaprocesso de falsificação de documentos e falsidade informática.

Já anteriormente, em outro processo também relacionado com o BPP, Rendeiro tinha sido condenado a cinco anos e oito meses de prisão efetiva.

Leia Também: Rendeiro condenado a três anos e seis meses de prisão em mais um processo

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório