Meteorologia

  • 16 OUTUBRO 2021
Tempo
24º
MIN 15º MÁX 27º

Edição

Urgência encerrada a "ambulâncias e cidadãos" em Torres Vedras

"Desde ontem à noite, dezenas de macas acumulam-se". Denúncia parte do Sindicato Independente dos Médicos (SIM). O Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Oeste apesar de reconhecer que "a Urgência tem estado muito congestionada", diz que o serviço não está encerrado mas sim bloqueado "para o CODU/INEM".

Urgência encerrada a "ambulâncias e cidadãos" em Torres Vedras

A urgência do Hospital de Torres Vedras está encerrada, denuncia, esta terça-feira, em comunicado, o Sindicato Independente dos Médicos. "Apesar de o Ministério da Saúde teimar em não reconhecer a gravidade da situação no país, agora é em Torres Vedras que o Serviço de Urgência não recebe doentes. Está encerrado às ambulâncias e aos cidadãos", vinca.

O SIM prossegue garantindo que, "naturalmente", em "situações de vida ou morte os médicos garantem, como sempre".

Contudo, destaca, "desde ontem à noite, dezenas de macas acumulam-se, com equipas que chegam a ser um especialista e um interno e que ainda têm de assegurar a urgência interna".

Perante a situação que descreve, o Sindicato "exige a contratação de médicos" e enviou esta terça-feira um ofício ao presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Oeste onde descreve ter conhecimento que "as equipas do Serviço de Urgência de Torres Vedras não cumprem os níveis de segurança necessários, exigidos pelos critérios mínimos definidos pela Ordem dos Médicos".

Considerando que se trata de uma "situação inadmissível" e que "coloca em risco a segurança na prestação de cuidados à população abrangida por esta instituição", o SIM frisa, na missiva, que "desde ontem que, por sobrelotação", a unidade de urgência "não recebe doentes".

"O SIM vem por este meio apelar ao Conselho de Administração, ao Governo e à ARS Lisboa e Vale do Tejo para que contrate médicos, ou que crie condições que facilitem a sua contratação, para agilizar a resolução desta situação quanto antes", termina o ofício enviado ao Presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Oeste.

Em comunicado enviado à redação do Notícias ao Minuto, o Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Oeste reconhece que "a Urgência Geral da Unidade de Torres Vedras tem estado muito congestionada nos últimos dias, devido à elevada afluência de doentes".

Ainda assim, e apesar de referir que está a encaminhar "os doentes críticos" para "outras unidades hospitalares", a administração esclarece que "as urgências não estão encerradas, mas apenas bloqueadas para o CODU/INEM". Pelo que, garante, "todos os doentes que se desloquem diretamente à urgência, serão admitidos".  

Sem indicar uma previsão para o desfecho desta situação, o Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Oeste diz apenas esperar que a mesma "seja estabilizada a breve trecho".

[Notícia atualizada às 17h10]

Leia Também: Covid-19. Surto em festas em Santa Cruz aumenta para 63 infetados

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório