Meteorologia

  • 02 DEZEMBRO 2021
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 14º

Edição

Recusado recurso de portugueses detidos em Gijón por suspeita de violação

O recurso para libertação dos dois portugueses que estão em prisão preventiva em Gijón, Espanha, por suspeitas de agressão sexual, foi recusado.

Recusado recurso de portugueses detidos em Gijón por suspeita de violação

Os dois portugueses acusados de agressão sexual que estão em prisão preventiva em Gijón, Espanha, vão continuar detidos. Segundo avança a TVI24, foi-lhes negado o primeiro recurso para libertação. 

Germán Inclán, o advogado espanhol que tem a seu cargo a  defesa dos portugueses, indicou à estação de Queluz que pediu a revisão das medidas de coação. O causídico pretendia que os portugueses fossem libertados sob fiança ou transferência para um estabelecimento prisional em Portugal, com obrigação de presença em todos os trâmites.

O juiz que tinha decretado, inicialmente, a prisão preventiva considerou agora que há perigo de fuga, motivo pelo qual negou o recurso. 

Germán Inclán seguirá agora com o caso para as instâncias seguintes, neste caso o Tribunal Provincial. 

Recorde-se que, no dia 24 de julho, quatro cidadãos portugueses foram detidos por suposta violação múltipla e abusos sexuais a duas mulheres de 22 e 23 anos, numa pensão em Gijón, no norte do país.

As duas mulheres, uma asturiana e outra basca, queixaram-se de ter encontrado um homem num bar e que viajaram com ele para a pensão onde estava hospedado para um encontro sexual. No caminho, terão apanhado um segundo homem e, ao chegar à pensão, estavam lá outros dois. Todos eles terão obrigado as queixosas a manter relações sexuais.

Segundo Germán Inclán adiantou na altura, os suspeitos, que terão menos de 30 anos e, em Portugal, têm "um emprego estável", insistem na sua inocência e que as relações sexuais terão sido consentidas.

Entretanto, dois dos acusados receberam ordem de libertação provisória e os outros dois continuam detidos no centro penitenciário das Astúrias.

Leia Também: Defesa de portugueses suspeitos de violação entrega recurso na 6.ª feira

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;
Campo obrigatório