Meteorologia

  • 03 DEZEMBRO 2021
Tempo
12º
MIN 8º MÁX 16º

Edição

Saiba como se proteger dos efeitos negativos do calor intenso

Proteção Civil recorda recomendações da DGS para lidar da melhor forma com os dias quentes.

Saiba como se proteger dos efeitos negativos do calor intenso

Nos próximos dias, os termómetros vão chegar aos 40ºC, o tempo vai estar seco e as noites tropicais, o que representa um elevado risco para a propagação dos incêndios rurais. Contudo, não são só as florestas que sofrem com o calor intenso, também na nossa saúde há efeitos negativos.

De forma a evitar incidentes, a Proteção Civil recordou um conjunto de recomendações da Direção-Geral da Saúde (DGS), esta quarta-feira, num comunicado enviado ao Notícias ao Minuto.

Ora relembre:

- Procurar ambientes frescos (preferencialmente climatizados);

- Evitar que o calor entre dentro das habitações,correr as persianas, ou portadas e mantenha o ar circulante dentro de casa refrescar a habitação e evite ligar fornos;

- Beber água ou sumos de fruta natural sem açúcar e evitar o consumo de bebidas alcoólicas;

- Evitar a exposição direta ao sol, principalmente entre as 11 e as 17 horas;

- Utilizar roupa solta (algodão), que cubra a maior parte do corpo, chapéu de abas largas e óculos de sol;

- Utilizar protetor solar com fator > 30 e renovar a sua aplicação de 2 em 2 horas;

- Escolher as horas de menor calor para viajar de carro;

- Não permanecer dentro de viaturas estacionadas e expostas ao sol, nem deixe os animais domésticos no carro;

- Evitar atividades que exijam grandes esforços físicos;

- Dar atenção especial a grupos mais vulneráveis ao calor, como crianças, idosos, doentes crónicos, grávidas, pessoas com mobilidade reduzida, trabalhadores com atividade no exterior ou pessoas isoladas.

- Ofereça água aos recém-nascidos, crianças, pessoas idosas e pessoas doentes porque podem não manifestar sede;

- Os doentes crónicos ou sujeitos a medicação e/ou dietas específicas devem seguir as recomendações do médico assistente;

- As crianças com menos de seis meses não devem ser sujeitas a exposição solar, devendo evitar-se a exposição direta de crianças com menos de três anos (usar roupa e protetor solar >50).

Leia Também: Tempo quente e seco eleva perigo de incêndio rural até dia 16 de agosto

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;
Campo obrigatório