Meteorologia

  • 16 SETEMBRO 2021
Tempo
25º
MIN 18º MÁX 28º

Edição

Covid-19. Em que locais necessita de apresentar certificado ou teste?

No dia seguinte ao arranque da primeira fase da "libertação", Governo português fez questão de relembrar onde necessita de apresentar certificado ou teste. Recorde as 'novas' medidas em vigor em todo o território continental.

Covid-19. Em que locais necessita de apresentar certificado ou teste?

O plano de três fases que nos vai levar de regresso à normalidade arrancou em 1 de agosto, ontem, e trouxe já muitas alterações na vida dos portugueses. Por exemplo, as regras definidas passam a aplicar-se a todo o território continental e o recolher obrigatório às 23 horas termina para os concelhos de risco elevado e muito elevado. 

Mas não só. A partir de agora vai ser feita uma utilização "intensiva" do certificado digital - ou apresentação de um teste negativo à Covid-19 - para ter acesso a um grande número de locais. 

No Twitter, o Governo fez questão de os enumerar para que ninguém seja apanhado desprevenido. 

Assim, para viagens aéreas ou marítimas, entrar estabelecimentos turísticos e Alojamento Local, frequentar ginásios - em caso de aulas de grupo -, termas e spas e casinos e bingos terá de apresentar uma destas duas 'soluções'. 

Mas há mais locais de acesso restrito a quem tenha certificado digital ou teste negativo. É o caso dos restaurantes - no interior -, sextas-feiras a partir das 19 horas, aos fins de semana e aos feriados. 

O mesmo acontece em eventos com mais de mil pessoas no exterior e 500 pessoas no interior. Para casamentos e batizados, é necessária a apresentação quando estão mais de 10 pessoas. 

Ainda se recorda do que compõe a Fase 1? 

Na primeira fase da "libertação", como lhe chamou António Costa no final do Conselho de Ministros, há oito medidas fundamentais. Para começar, o teletrabalho passa de obrigatório a "recomendado" e termina a limitação da circulação na via pública a partir das 23 horas. Já as regras passam a ser aplicáveis a todo o território do continente. 

Os horários de funcionamento de restaurantes e comércios podem voltar "ao normal", ou seja, de acordo com o constante no licenciamento, desde que encerrem até às duas horas da manhã e se mantenham em vigor as regras da Direção-Geral da Saúde (DGS). 

Ainda sobre a restauração, as pessoas terão de se aglomerar em grupos no máximo de seis pessoas por mesa no interior e dez em esplanadas.

Os espetáculos culturais podem ter lotação de até 66% e poderá haver público nos espetáculos desportivos - segundo as regras da DGS. Casamentos e batizados terão de ter até 50% da lotação do espaço. 

Leia Também: Franceses ameaçam boicotar locais que imponham uso do passe sanitário

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório