Meteorologia

  • 25 JULHO 2021
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 27º

Edição

"Nível de transmissão é menor" mas alívio "claro que não"

Na análise desta semana, o Conselho de Ministros concluiu que Portugal está agora "numa situação em que o vermelho é menos denso do que era há algumas semanas". Ainda assim, aumentou para 116 o número de concelhos em risco elevado e muito elevado. Quanto a novas medidas só na próxima semana serão anunciadas, depois da reunião do Infarmed, reiterou a ministra.

"Nível de transmissão é menor" mas alívio "claro que não"

O Conselho de Ministros esteve, esta quinta-feira, mais uma vez reunido para a habitual análise da situação epidemiológica no país e concluiu que "é claro que o nível de transmissão, continuando acima de 1, é menor do que foi nas últimas semanas. Portugal está hoje numa situação em que o vermelho é menos denso do que era há algumas semanas".

"Quando olhamos para o âmbito territorial desta aplicação, vemos também que um grande número de concelhos, em particular nas faixas litorais mas não só, está hoje acima da incidência de 120 casos por 100 mil habitantes", vincou a ministra Marina Vieira da Silva no 'briefing'. 

Face a este cenário, o Governo concluiu que, esta semana, há 29 concelhos que estão em situação de alerta, 55 em risco elevado (eram 44 na semana passada) e 61 em risco muito elevado (eram 46). 

Leia Também: "Vermelho menos denso". Há 116 concelhos em risco elevado e muito elevado

"Isto significa que esta semana, como disse na semana passada, não são alteradas nenhumas regras e o que acontece é que a pandemia é controlada pela eficácia da matriz, pelo cumprimento das regras da matriz, e temos hoje [um total] 116 concelhos em risco elevado e muito elevado, ou seja, concelhos onde, por exemplo, os testes são obrigatórios para entrar nos restaurantes. Eram 90 na semana anterior", indicou a governante. 

Apesar de o ritmo de crescimento da incidência ser hoje menor, a governante realçou que a situação ainda é preocupante. "Já podemos falar de uma situação de alívio? Claro que não", referiu a ministra da Presidência, destacando, todavia, que Lisboa e Vale do Tejo e os Açores estão agora "fora de uma trajetória crescente", um "sinal de que é possível inverter este caminho".

Na próxima terça-feira, haverá reunião do Infarmed (dia 27) e, como tal, "em função daquilo que os especialistas lá disserem, o Governo tomará decisões na próxima quinta-feira", vincou a ministra de Estado e da Presidência.

Na conferência de imprensa de hoje também marcou presença a ministra da Modernização do Estado, que anunciou a aprovação de uma proposta para que todas as freguesias do país possam ter um autarca a meio tempo independentemente da sua dimensão. 

Adicionalmente, o Governo aprovou hoje uma proposta de lei que permitirá ao Executivo limitar as margens na comercialização de combustíveis por portaria, caso considere que estão demasiado altas "sem justificação", segundo o ministro do Ambiente. 

Reveja aqui o briefing no final do Conselho de Ministros: 

[Notícia atualizada às 16h54]

Leia Também: AO MINUTO: "Vermelho menos denso"; "Impacto prolongado" na saúde mental

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório