Meteorologia

  • 19 SETEMBRO 2021
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 27º

Edição

Turista desaparecido há 12 dias na Madeira. É o segundo caso em 7 meses

Michael Kozek desapareceu após sair do hotel, onde passava férias com a família, para fazer um trail.

Turista desaparecido há 12 dias na Madeira. É o segundo caso em 7 meses

Um turista polaco de 35 anos encontra-se desaparecido desde o dia 7 de julho, na ilha da Madeira, depois de ter saído do hotel, onde estava hospedado com a mulher e os filhos, para fazer um treino de trail.

As autoridades procuram-no desde essa altura. Contudo, até ao momento, não há pistas do paradeiro de Michael Kozek, um ultramarotonista experiente que passava férias com a família no arquipélago.

Nos primeiros três dias, além dos bombeiros, polícia e GNR foram utilizados nas buscas drones e o helicóptero da Proteção Civil. Com o passar dos dias, os meios alocados às serras da zona Oeste da Madeira foram diminuindo, mas o irmão de Michael, que aterrou na região cinco dias depois do desaparecimento, não desiste de procurar.

Exausto, depois de vários dias empenhado nas buscas, percorrendo cerca de 70 km por dia, sem dormir e sem comer, hoje, dia 19 de julho, Christopher Kozek acabou por ser hospitalizado, conta o Diário de Notícias da Madeira.

De acordo com os meios de comunicação social locais, Michael saiu do hotel localizado na Calheta, pelas 18h30 do dia 7 de julho. Apanhou um táxi em direção ao Porto Moniz, onde iria começar um treino noturno em parte do trilho do ultra trail da Madeira, o MIUT, que começa junto à Câmara da vila.

Por volta das 20h desse dia, a antena do Pico da Urze terá detetado o telemóvel de Michael. A partir daí não há mais pistas.

O mistério do desaparecimento do turista polaco adensa-se por ser já o segundo caso em apenas sete meses. A 29 de dezembro de 2020, Jascha Paul Hardenberg, um cidadão alemão de 28 anos, desapareceu enquanto estava de férias na Madeira, após sair durante a tarde para fazer um percurso pedonal, sozinho, na Levada das 25 Fontes, na Calheta.

Pelas 14h do mesmo dia admitiu a um amigo estar perdido, enviando através de uma mensagem a sua última georeferenciação, revela a Polícia Judiciária no seu site oficial.

Até ao momento, não foram encontradas nenhumas pistas do seu paradeiro. Nem uma peça de roupa, nem o telemóvel. Nada.

Leia Também: Atleta de Felgueiras continua desaparecido. Foi visto a 2,5 km da meta

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório