Meteorologia

  • 19 SETEMBRO 2021
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 27º

Edição

Aceleração da vacinação é "um esforço que tem mesmo de ser bem sucedido"

António Costa reiterou que Portugal está "numa corrida contra o tempo". O primeiro-ministro apelou ainda à população para que se vá vacinar contra a Covid-19, ainda que com "condições menos agradáveis", e que cumpra as medidas de prevenção individual contra o novo vírus.

Aceleração da vacinação é "um esforço que tem mesmo de ser bem sucedido"

O primeiro-ministro sublinhou, esta terça-feira, que o esforço de administrar quase dois milhões de vacinas contra a Covid-19 no país, nas próximas duas semanas, "tem mesmo de ser bem sucedido" para se travar o agravamento da pandemia no país. 

"Temos mesmo aqui uma corrida contra o tempo, entre o vírus se ir diferenciando e a capacidade que temos de assegurar a vacinação. É por isso, que o esforço que está a ser feito, nesta semana e na próxima, tem mesmo de ser bem sucedido", alertou António Costa, durante uma visita esta tarde ao Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/ Espinho. 

Recordando que para ser alcanço o objetivo da vacinação Portugal tem de ser dadas mais de 100 mil doses por dia, o chefe do Governo avisou que, nos próximos 15 dias, "a administração das vacinas não pode ser dada com a mesma comodidade" do passado. "Mas este é mesmo um esforço que tem de ser feito", vincou Costa, apelando à compreensão de todos os utentes. 

O primeiro-ministro destacou, ainda sobre o tema, que só assim é que se poderá garantir que "não se repete" a situação epidemiológica vivida no país em janeiro e fevereiro e apelou à população que continue a manter as medidas de prevenção individual contra a Covid-19 e que evite comportamentos de risco. 

"Isto depende de todos nós, de nos vacinarmos, de fazermos este esforço nas próximas semanas em nos vacinarmos em condições menos agradáveis e depois da disciplina pessoal que temos todos de manter, continuando a usar máscaras (...), a fazer a higiene das mãos, a cumprir o distanciamento físico e, sobretudo, a evitar comportamentos irresponsáveis de festas clandestinas ou não clandestinas, que estão a ser os principais polos de difusão desta nova vaga", afirmou. 

Portugal registou, nas últimas 24 horas, mais 2.170 novos casos de Covid-19 e uma morte relacionada com a doença, indicou, esta terça-feira, o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). 

Leia Também: Costa admite "condições incómodas" para vacinação nas próximas semanas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório