Meteorologia

  • 28 JULHO 2021
Tempo
21º
MIN 18º MÁX 29º

Edição

Óbitos de cidadãos vacinados? Com "todas as vacinas isso acontece"

Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou também que o Governo está a usar "daquilo que pode dispor" no processo de vacinação contra a Covid-19 no país. O Presidente da República adiantou ainda que amanhã deverá abrir um "mais um centro de vacinação com forte envolvimento das forças armadas".

Óbitos de cidadãos vacinados? Com "todas as vacinas isso acontece"

O Presidente da República reagiu, esta terça-feira, ao facto de cidadãos, designadamente em lares, terem morrido devido à Covid-19 mesmo após terem sido vacinados contra o novo vírus com ambas as doses requeridas. 

"Em todas as vacinas isso acontece. Na vacina da gripe isso aconteceu", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, confrontado por jornalistas sobre a questão, à margem da sessão de abertura da conferência '20 Anos da Lei da Liberdade Religiosa', na Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa.

Sublinha-se que Direção-Geral da Saúde (DGS) confirmou, ontem, a existência de seis surtos ativos em lares em Portugal, com 54 casos de Covid-19 confirmados.

Sobre se concorda com os partidos à esquerda do Governo - que defendem que devem ser adquiridas mais vacinas e contratados mais profissionais de saúde para acelerar o processo de vacinação no país -, Marcelo Rebelo de Sousa considerou que essa é uma ponderação que "depende de um conjunto de factos" que o Executivo "conhece como ninguém". 

"O Governo sabe quais as vacinas disponíveis. Todos sabemos que a nível europeu houve vacinas que se atrasaram e que há algumas que só chegarão na transição do outono para o inverno ou no final do verão (...). O  Governo usa daquilo que pode dispor em termos de vacinação", referiu, acrescentado que para além das vacinas, também há "razões de natureza administrativa, que são limitações" que devem ser tidas em consideração na evolução do processo de vacinação. 

Ainda assim, o Presidente da República defendeu que "se há um ponto em que estamos todos de acordo é que há uma preocupação comum vacinar mais, melhor e mais depressa".

Também sobre a aceleração do processo de vacinação, Marcelo Rebelo de Sousa adiantou que amanhã deverá abrir "mais um centro de vacinação com forte envolvimento das forças armadas". Ainda que não tenha especificado a que centro se referia, a reativação do centro de vacinação do pavilhão da Cidade Universitária, em Lisboa está prevista para esta semana, de acordo com informação avançada ontem  pela 'task force'.

Portugal somou, nas últimas 24 horas, 1.020 novos casos e seis mortes relacionados com a Covid-19, indicou o boletim epidemiológico da DGS divulgado esta terça-feira. 

Leia Também: Há seis surtos ativos em lares portugueses. São 54 os casos confirmados

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório