Meteorologia

  • 05 AGOSTO 2021
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 28º

Edição

GNR procura Noah "perto de uma linha de água". Mergulhadores no local

Num ponto de situação feito ao final da manhã, a GNR indicou que as buscas estão concentradas junto a uma linha de água, onde foram descobertas pegadas.

GNR procura Noah "perto de uma linha de água". Mergulhadores no local

As buscas para encontrar o pequeno Noah, que desapareceu durante a manhã de quarta-feira, em Proença-a-Velha (concelho de Idanha-a-Nova), continuam a decorrer, agora concentradas "perto de uma linha de água".

Em conferência de imprensa ao final da manhã, a Guarda Nacional Republicana (GNR) fez um ponto da situação, detalhando que as informações disponíveis "permitem exercer buscas em determinado setor é aí que estamos a canalizar esforços. Contudo, até ao momento ainda não foi possível encontrar a criança". 

A descoberta de pegadas, num local "muito próximo" do sítio onde foi encontrada a peça de roupa, que a mãe diz ser de Noah, levaram a GNR a concentrar as buscas "perto de uma linha de água. Até ao momento ainda não foi recolhido outro elemento que nos permita direcionar as buscas para outro tipo de local".  

De momento, há 127 operacionais empenhados nas buscas, desde meios de "cinotecnia, drones, que permitem recolha de imagem aérea, e mergulhadores. Durante a noite, foi feito um reconhecimento no sentido de identificar linhas de água e pontos de água", indicou ainda a GNR.

Revela a SIC Notícias que, entretanto, foram encontradas mais peças de roupa do menino, nomeadamente, uns calções, uma fralda e uma bota a cerca de 800 metros de onde tinha sido encontrada a t-shirt. A camisola estava junto a uma margem do rio Torto e as restantes peças de roupa foram encontradas do outro lado da margem. 

O porta-voz da GNR,  Jorge Massano,  escusou-se a comentar a possibilidade de em causa poder estar um crime, referindo apenas que está a ser feito um "esforço de cooperação de busca de um desaparecido". 

Os militares da Guarda têm contado com a ajuda dos pais do menino de 2 anos nas buscas que decorrem há mais de 24 horas. Apesar do tempo decorrido, a autoridade assegura que os "esforços serão mantidos ou elevados. Estamos a reforçar meios para chegar à localização concreta da criança". 

A área de busca abrange agora uma distância entre 5 a 10 km e as zonas que já foram batidas pelos militares serão agora analisadas por outros agentes da GNR. O objetivo é obter "informação que possa não ter sido recolhida numa primeira fase". 

Aos populares que queiram ajudar a procurar o menino, GNR apela a que estes se dirijam ao posto junto à capela da localidade, que foi montado entretanto, para racionalizar meios. 

A Câmara de Idanha-a-Nova, por sua vez, tem no terreno meios humanos e técnicos para ajudar nas buscas ao menino e já disponibilizou apoio psicológico à família, disse à agência Lusa o presidente do município.

Recorde-se que o alerta para o desaparecimento do menino foi dado pela mãe através do Facebook. A criança terá saído de casa entre as 5h00 e as 8h00 da manhã de quarta-feira, na companhia da cadela que, entretanto, foi ontem encontrada. Noah vestia uns calções laranja, uma camisa cinza e umas botas de borracha azuis.

Às autoridades, os pais terão dito que, apesar da idade, Noah tem por hábito sair de casa sozinho com a cadela para ir ao encontro do pai nuns terrenos agrícolas muito perto da casa.

[Notícia atualizada às 13h20]

Leia Também: Idanha-a-Nova disponibiliza apoio psicológico à família de Noah

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório