Meteorologia

  • 01 AGOSTO 2021
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 27º

Edição

Brigada do Mar já recolheu 200 metros cúbicos de resíduos em Palmela

A Brigada do Mar, um grupo de voluntários dedicado à proteção da biodiversidade e do ambiente, em particular na orla marítima, já recolheu 200 metros cúbicos de resíduos numa ação de limpeza iniciada em 5 de junho, em Palmela.

Brigada do Mar já recolheu 200 metros cúbicos de resíduos em Palmela

`Tudo é (a)mar e a Arrábida está a morrer´ é o lema da ação de remoção de resíduos de grandes dimensões, que envolve dezenas de voluntários e que decorre até dia 9 de julho, em Palmela, organizada pela Brigada do Mar, ONG (Organização Não Governamental), que tem o Alto Patrocínio do Presidente da República.

A iniciativa pretende alertar a população para a necessidade de denúncia das situações de despejo ilegal de resíduos e educar e sensibilizar para a utilização dos meios disponibilizados pela autarquia e outras entidades, como a associação "Eletrão" e outros operadores na recolha deste tipo de resíduos.

Segundo Simão Acciaioli, da Brigada do Mar, a ação de limpeza que decorre na zona das Marquesas e Vila Amélia, na freguesia de Quinta do Anjo, nas imediações do Parque Industrial da Autoeuropa, e que se estende a diversas zonas da serra da Arrábida, já permitiu a recolha de cerca de 200 metros cúbicos de resíduos (o equivalente a seis camiões TIR).

"Já retirámos óleos, pneus, frigoríficos e muitos eletrodomésticos que foram depositados indevidamente em zonas de mato e de pinhal", disse à agência Lusa Simão Acciaioli, salientando a importância de se "acabar com o conceito de lixo, para evitar que as pessoas continuem a deitar fora objetos e artigos que continuam a ter algum valor monetário".

"Além do `ecovalor´ que as pessoas pagam, e bem, para adquirir alguns produtos, é preciso haver também um valor de tara, que seja devolvido aos proprietários no fim de vida desses produtos. Só assim poderemos acabar com os aterros e com a deposição ilegal de resíduos um pouco por todo o lado", defendeu o representante da Brigada do Mar.

A Brigada do Mar é constituída por voluntários que desenvolvem ações de proteção da biodiversidade e intervenção ambiental na orla costeira e outras zonas sensíveis e que, desde 2009, já retiraram mais de 860 toneladas de resíduos do litoral, descontaminando mais de 1.700 quilómetros de costa.

Ao longo dos últimos 12 anos, a Brigada do Mar desenvolveu ações de limpeza que envolveram mais de 6.200 voluntários, durante 450 dias, um pouco por todo o país, particularmente na orla costeira do litoral alentejano.

A partir de setembro, a Brigada do Mar, com o apoio de diversas entidades, vai levar a cabo uma nova ação de limpeza que abrange diversas zonas da orla costeira entre Leiria e Viana do Castelo.

Leia Também: ONU insta Suécia e Chile a fazerem justiça em caso de resíduos perigosos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório