Meteorologia

  • 23 JUNHO 2021
Tempo
22º
MIN 15º MÁX 27º

Edição

Neno: Autarca de Guimarães fala em "perda coletiva e irreparável"

O presidente da Câmara de Guimarães, Domingos Bragança, lamentou hoje a morte do antigo guarda-redes internacional português Neno, considerando que se trata de uma "perda coletiva e irreparável" para a família, amigos e Vitória Sport Clube.

Neno: Autarca de Guimarães fala em "perda coletiva e irreparável"
Notícias ao Minuto

11:32 - 11/06/21 por Lusa

País Neno

Em comunicado, Domingos Bragança refere que Neno se tornou "uma referência do Vitória e da cidade de Guimarães, perante os laços que construiu ao longo da sua vida, sendo um autêntico embaixador" quer do clube, quer do concelho.

Para o autarca, Neno foi também "um exemplo no plano desportivo e social".

Recorda que o antigo guarda-redes esteve "sempre disponível para apoiar causas sociais e humanitárias com as mais diversas instituições de Guimarães e não só".

"Deu muito de si à sociedade, sempre à procura do bem, e com uma educação e alegria de viver contagiante", acrescenta.

O antigo internacional português Neno morreu na quinta-feira, aos 59 anos, informou o Vitória de Guimarães, clube em que o guarda-redes jogou e onde acabou a carreira, tendo depois sido treinador de guarda-redes em várias equipas técnicas dos vitorianos e, nas últimas épocas, dirigente do clube vimaranense.

Nascido na Cidade da Praia, em Cabo Verde, Neno ganhou três campeonatos e três Taças de Portugal pelo Benfica, além de uma Supertaça pelo Vitória de Guimarães.

Formado no Barreirense, Neno passou por Vitória de Guimarães, Benfica e Vitória de Setúbal e, ao serviço da seleção portuguesa fez nove encontros, entre 1989 e 1996.

Leia Também: Futebol e o desporto de luto: As reações à morte de Neno

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório