Meteorologia

  • 17 SETEMBRO 2021
Tempo
25º
MIN 18º MÁX 26º

Edição

Santos Populares. PSP apela a lisboetas para não saírem de casa

PSP vai estar particularmente atenta ao consumo de álcool na via pública e avisa que não deixará de multar quem incumprir esta norma. Durante a noite de sábado e madrugada de domingo, as autoridades vão limitar espaços com fitas e barreiras para evitar e/ou travar ajuntamentos.

Santos Populares. PSP apela a lisboetas para não saírem de casa

A Polícia de Segurança Pública (PSP) explica, em conferência de imprensa esta terça-feira, que vai estar atenta, de forma preventiva, em colaboração com a Polícia Municipal, "de maneira a que ninguém tenha a tentação de abrir portas para propiciar ajuntamentos" nos habituais espaços de festa durante a noite de sábado para domingo, dia de Santo António. 

Domingos Antunes, do Comando Metropolitano de Lisboa,  frisou que há "uma particular preocupação" da Polícia que é "evitar o consumo de bebidas alcoólicas na via pública" e avisou que "não deixará" de passar multas, sublinhando que já foram levantados, na área metropolitana, cerca de 15 mil autos por violação deste regime legal. "Vamos continuar com este nosso ímpeto", realçou. 

Restrições a partir das 19h de sábado

"As pessoas não devem sair de casa e deslocar-se sobretudo para o coração da cidade, porque vai haver fortes restrições a partir das 19 horas do dia 12 até às 2h ou 3h da manhã do dia 13", indicou.

Outra das medidas é a colocação de grades, limitando e condicionando o acesso  a certas zona de maior afluência, "sempre numa lógica proporcional, de acordo com a dinâmica e mobilidade das pessoas", até porque os estabelecimentos estão a funcionar até às 22h30 (com a tolerância de meia hora). 

Cabe à Polícia Municipal fazer a limitação dos miradouros, zonas que grande afluência, sobretudo na altura dos Santos Populares. 

A PSP reforçou ainda o apelo para que todos cumpram as regras sanitárias. "Temos que fazer este grande esforço individual, sabendo que é uma contrariedade de uma vida social, mas neste momento vivemos todos o maior desafio das nossas vidas que é inverter o quadro pandémico", afirmou. 

"Esforço não pode ser só imputado à Polícia"

O responsável acrescentou que este esforço "não pode ser só imputado à polícia".

"Exige o concurso de todos", enfatizou, apelando aos órgãos de comunicação social para, em conjunto, "tentarmos passar  a melhor mensagem para evitar que as pessoas saiam das suas casas e procurem os locais de ajuntamentos". 

Por fim, o Superintendente deixou uma palavra de agradecimento aos cidadãos que têm feito denúncias sobre locais onde existe concentração de pessoas, consumo de álcool e o incumprimento da regra do uso de máscara. 

Leia Também: AO MINUTO: Santos? PSP não tolerará ajuntamentos. Espanha pede "desculpa"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório