Meteorologia

  • 21 JUNHO 2021
Tempo
21º
MIN 15º MÁX 22º

Edição

Raspadinhas. Burlas a que os comerciantes devem estar atentos

A Polícia de Segurança Pública (PSP) de Lisboa faz diversos avisos para as alturas de levantamento dos prémios. Se vende estes jogos, é isto que tem de saber.

Raspadinhas. Burlas a que os comerciantes devem estar atentos

É comerciante e vende (as famosas) raspadinhas? Então saiba que o Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública (PSP) avisou, esta terça-feira, através das redes sociais, sobre quais as situações a que deve estar atento na hora de um cliente levantar os prémios. 

Num 'Alerta Raspadinhas', a força de segurança deixou quatro alertas aos "comerciantes que façam a venda de jogos de fortuna e azar, vulgarmente conhecidos por raspadinhas, para situações de burla no levantamento de prémios".

São elas: 

  1. Desconfie de uma quantidade considerável de raspadinhas premiadas;
  2. Atente num relevo anormal na zona dos símbolos supostamente raspados;
  3. Desconfie de comportamentos e atitudes estranhas ou suspeitas por parte dos compradores;
  4. Certifique sempre a raspadinha antes da atribuição do respetivo prémio.

Recorde-se que as recomendações chegam no dia em que a lotaria instantânea do Património ficou disponível - um ano depois do previsto -, com o objetivo de angariar verbas para o Fundo de Salvaguarda do Património Cultural.

Com um valor facial de um euro, a 'raspadinha' do Património vai ter um prémio máximo de 10 mil euros, segundo o Ministério da Cultura.

Leia Também: Casal apanhado a falsificar raspadinhas em Sintra. Burla rendeu mil euros

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório