Meteorologia

  • 23 JUNHO 2021
Tempo
20º
MIN 15º MÁX 27º

Edição

Turismo: Madeira não prevê reforçar testagem nos aeroportos

O Governo da Madeira não deverá reforçar as equipas de testagem à covid-19 nos aeroportos da região, apesar da reabertura do arquipélago ao turismo, indicou hoje o secretário regional da Saúde e Proteção Civil, Pedro Ramos.

Turismo: Madeira não prevê reforçar testagem nos aeroportos
Notícias ao Minuto

14:35 - 14/05/21 por Lusa

País Covid-19

"Muitos deles [turistas] já vêm vacinados, muitos deles estão recuperados e muitos já têm de vir testados porque é também um requisito nos seus países", disse o governante, sublinhando que a situação sanitária atual é "diferente".

Pedro Ramos falava à margem da assinatura de um contrato-programa com a Universidade da Madeira (UMa), no Funchal, através do qual o executivo, de coligação PSD/CDS-PP, disponibilizará verbas destinadas à dinamização do terceiro ano curricular do Mestrado Integrado em Medicina (MIM).

No contexto da operação de rastreio de viajantes nos portos e aeroportos da Madeira e Porto Santo, em vigor desde 01 de julho de 2020, foram realizadas 198.660 colheitas para teste de PCR à covid-19 até quinta-feira.

O governante disse, por outro lado, que a região autónoma deverá receber, na próxima semana, o primeiro lote de 7.000 vacinas da Johnson & Johnson, de um total previsto de 42.000, e sublinhou que o objetivo é manter a média diária de inoculações entre 3.000 e 4.000.

A Madeira atingiu na quarta-feira um número recorde de administração de vacinas contra a covid-19 num só dia, com 3.422 inoculações, em diversos concelhos da região.

Segundo uma nota distribuída pelo gabinete do secretário regional da Saúde e Proteção Civil, foram administradas, desde 31 de dezembro de 2020, 112.364 vacinas contra a covid-19.

De acordo com os dados mais recentes da Direção Regional de Saúde, o arquipélago da Madeira, com cerca de 260 mil habitantes, regista 224 casos ativos de infeção por SARS-CoV-2, num total de 9.178 confirmados desde o início da pandemia, e 71 mortos associados à doença.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 3.333.603 mortos no mundo, resultantes de mais de 160,3 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.999 pessoas dos 840.929 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Leia Também: Debate com Governo da Madeira na 3.ª feira sobre financiamento europeus

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório