Meteorologia

  • 13 JUNHO 2021
Tempo
29º
MIN 18º MÁX 29º

Edição

Banco Alimentar na Madeira apoiou 11.606 pessoas em 2020

O Banco Alimentar Contra a Fome na Madeira angariou 791 toneladas de alimentos em 2020, mais de 40% face ao ano anterior, e apoiou 11.606 pessoas carenciadas, indicou hoje a presidente da instituição.

Banco Alimentar na Madeira apoiou 11.606 pessoas em 2020
Notícias ao Minuto

16:44 - 07/05/21 por Lusa

País Madeira

"Foi o ano em que recebemos mais doações de alimentos, mais doações em dinheiro, provenientes de 99 dadores", disse Fátima Aveiro, reforçando: "No meio da tragédia [a pandemia de covid-19], conseguimos sentir muita solidariedade de vários agentes públicos e da sociedade em geral".

A responsável falava no âmbito da assinatura de um protocolo com a Associação de Surdos, Pais, Familiares e Amigos da Madeira (ASPFAM), no Funchal, que se compromete a doar ao Banco Alimentar os excedentes hortícolas e frutícolas de uma exploração de agricultura biológica a seu cargo.

"A contrapartida do Banco Alimentar é fazer chegar estes produtos às famílias e às pessoas comprovadamente carenciadas através das instituições de solidariedade social", explicou Fátima Aveiro.

O Banco Alimentar Contra a Fome canaliza os alimentos para 53 instituições de solidariedade social dispersas pelo arquipélago, que depois tratam da sua entrega aos agregados familiares carenciados.

"Anualmente, apoiamos uma média de 8 mil pessoas, mas no ano passado chegámos a mais de 11 mil", disse a responsável.

O presidente da ASPAFM, Sérgio Teixeira, explicou, por seu lado, que o projeto de agricultura biologica a seu cargo, designado "Gestos Verdes", visa angariar verbas para as atividades de apoio aos surdos, ao nível do acesso à educação, emprego, saúde e justiça, mas também promover a proteção do ambiental, a agricultura saudável e a boa alimentação.

"Temos uma área relativamente grande - 9 mil metros quadrados [no Funchal] - e há sempre hortícolas e frutos que se produzem a mais do que conseguimos escoar e, para que não haja perdas, avançámos com a parceira com o Banco Alimentar", sublinhou.

A principal produção do projeto "Gestos Verdes" é banana - cerca de 10 mil toneladas por ano -, mas também cultivam manga, papaia, pitanga, morango, amora, figo, bem como uma grande variedade de hortícolas.

Leia Também: Imigrantes realojados no Zmar "não têm de sair já", diz autarca

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório