Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2021
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 17º

Edição

Póvoa de Varzim reforça vigilância nas praias para evitar aglomerações

A Câmara da Póvoa de Varzim, distrito do Porto, acertou com as forças de segurança um aumento da vigilância nas praias do concelho para evitar aglomerações de pessoas nos areais, informou o presidente da autarquia.

Póvoa de Varzim reforça vigilância nas praias para evitar aglomerações
Notícias ao Minuto

17:03 - 22/04/21 por Lusa

País Praias

Aires Pereira, que esta semana reuniu o Conselho Municipal de Segurança, composto por PSP, GNR, Polícia Marítima e Municipal e Bombeiros, lembrou que, apesar da atual fase de desconfinamento, "ainda se mantém em vigor o dever de recolhimento".

"Está proibida a prática balnear e a permanência na praia, e nós já vemos cidadãos a estender a toalha e fazer de conta que as restrições já não estão em vigor. A Polícia Marítima vai intervir para impedir essas situações", garantiu o presidente da Câmara.

Além desta medida nas praias, Aires Pereira solicitou, também, às autoridades uma maior vigilância e intervenção em outras zonas do concelho, nomeadamente junto aos estabelecimentos de restauração e de comércio.

"Temos assistido, nomeadamente nas esplanadas, algumas concentrações de pessoas sem o devido distanciamento e até sem máscara, o que nos causa preocupação. As forças de segurança vão estar atentas a essas situações e vamos também colocar avisos e promover uma campanha de sensibilização para o cumprimento das regras, junto de proprietários e clientes", explicou o autarca.

Aires Pereira referiu que a situação na Póvoa de Varzim [relativa ao número de infetados] está controlada, com uma incidência de 51 casos por 100 mil habitantes, mas vincou que "não é altura de baixar a guarda".

"Não estamos sozinhos nesta pandemia, e habitualmente recebemos pessoas de concelho vizinhos, onde há sinais preocupantes. Temos de manter a situação controlada, caso contrário podemos, num futuro próximo, ser confrontados com novas imposições", disse.

O presidente da Câmara da Póvoa de Varzim também mostrou "preocupação" com a aglomeração de pessoas na feira da Estela, numa das freguesias do concelho, tendo determinado medidas de prevenção para evitar "uma atitude mais radical".

"Nos dois últimos domingos houve uma concentração anormal de pessoas [na feira] e a GNR deu nota do incumprimento das normas de segurança, nomeadamente do afastamento social. Determinámos que será proibido estacionar ao longo da estrada para ver se conseguimos fazer cumprir os planos de segurança. De outra maneira podemos ter que tomar uma posição mais radical que pode levar ao encerramento da feira", alertou Aires Pereira.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.060.859 mortos no mundo, resultantes de mais de 143,8 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Leia Também: MP pede pronúncia dos arguidos no caso de avião que aterrou na Caparica

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;
Campo obrigatório