Meteorologia

  • 03 OUTUBRO 2022
Tempo
28º
MIN 16º MÁX 28º

"A minha detenção foi um abuso e o espetáculo em torno dela uma infâmia"

Livro de José Sócrates, 'Só Agora Começou', estará disponível nas livrarias a partir do dia 15 de abril.

"A minha detenção foi um abuso e o espetáculo em torno dela uma infâmia"
Notícias ao Minuto

11:06 - 12/04/21 por Notícias ao Minuto

País José Sócrates

A editora Actual anunciou, esta segunda-feira, que o livro que José Sócrates começou a escrever na Prisão de Évora, onde esteve detido durante quase um ano, 'Só Agora Começou', estará disponível nas livrarias a partir do dia 15 de abril.

Na apresentação do livro, o antigo primeiro-ministro reitera que o processo Operação Marquês faz parte de uma 'cabala' que foi engendrada contra si.

"Há cinco dias fora do mundo, só agora tomo consciência de que, como é habitual, as imputações e as circunstâncias, devidamente selecionadas contra mim pela acusação, ocupam os jornais e as televisões [...]. A minha detenção para interrogatório foi um abuso e o espetáculo montado em torno dela uma infâmia; as imputações que me são dirigidas são absurdas, injustas e infundadas; a decisão de me colocar em prisão preventiva é injustificada e constitui uma humilhação gratuita. Toda uma lição de vida: aqui está o verdadeiro poder –o de prender e o de libertar", lê-se na nota enviada ao Notícias ao Minuto pela Actual, em nome de José Sócrates.

"Este processo é comigo e só comigo. Defender-me-ei com as armas do Estado de Direito – são as únicas em que acredito. Este é um caso da justiça e é com a justiça democrática que será resolvido. Isto só agora começou", acrescenta o antigo governante no mesmo comunicado.

No livro, cujo prefácio é escrito por Dilma Rousseff, o antigo primeiro-ministro faz ainda um paralelo entre a Operação Marquês e a Operação Lava Jato. Na opinião de Sócrates, “a construção de biografias políticas a partir da justiça começa com discursos épicos e aventuras tumultuosas, mas, não raras vezes, termina na solidão do regresso ao real”.

Não é por isso de estranhar que ‘Só Agora Começou’ seja editado, simultaneamente, em Portugal e no Brasil.

Recorde-se que, na passada sexta-feira, o juiz Ivo Rosa decidiu que os crimes de corrupção dos quais José Sócrates era acusado tinham prescrito. Assim sendo, dos 31 crimes de que era acusado, o antigo primeiro-ministro vai responder apenas a seis, três de branqueamento de capitais e três por falsificação de documentos.

Leia Também: "José Sócrates está morto politicamente"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório