Meteorologia

  • 14 MAIO 2021
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 23º

Edição

Número de denúncias de violência doméstica diminuiu em 2020

O número de denúncias de violência doméstica no Espaço Júlia - RIAV (Resposta Integrada de Apoio à Vítima) em Lisboa, diminuiu cerca de 13,7% em 2020 face a 2019, informam os responsáveis pelo equipamento.

Número de denúncias de violência doméstica diminuiu em 2020

Os dados fornecidos à Lusa dão conta que 321 pessoas apresentaram denúncia de violência doméstica no Espaço Júlia durante o último ano, em comparação com as 372 que no ano anterior beneficiaram do seu atendimento permanente e especializado.

Esta descida é explicada pelo "silêncio" que se deu nos meses de março e abril, com a população em confinamento devido à pandemia de covid-19, o qual "preocupou muito" a equipa, afirmou à Lusa o chefe João Dias, da 1.ª Divisão da PSP.

A PSP salvaguarda que não são conhecidos os motivos que originaram a queda de atendimentos no Espaço Júlia nesses meses, mas aponta como possíveis razões o facto de as vítimas viverem com o agressor e terem receio ou não conseguirem aceder às respostas de apoio que lhes são destinadas.

A partir de maio as denúncias regressaram aos números anteriores ao confinamento.

Os dados demonstram ainda que o Espaço Júlia acompanhou, em 2020, 10 crianças e jovens - face a 14 no ano anterior - e 27 pessoas com mais de 65 anos - em relação a 29 em 2019. 

De todas as denúncias apresentadas no ano passado, quase um terço (31,8%) foi feito por pessoas que tinham entre 25 e 34 anos.

Em 2019, a faixa etária mais representativa no que toca à apresentação de novas denúncias estava entre os 35 e os 44 anos, perfazendo 28,9% do total.

Cerca de 80,4% do total de vítimas pertenciam ao sexo feminino, verificando-se uma pequena subida face a 2019, ano em que essa percentagem correspondia a 78,5%.

Estes números não incluem as pessoas que recorreram ao equipamento já com processos em desenvolvimento.

Inês Carrolo, responsável pelo Espaço Júlia e impulsionadora do projeto, apelou a todas as pessoas para que alertem se tiverem conhecimento de casos suspeitos de violência doméstica.

Contudo, sublinhou que "é muito importante trabalhar junto da vítima, empoderá-la e integrá-la no processo", tendo o seu interesse em melhor conta.

"Não fazemos nada que a vítima não queira. É o nosso primeiro princípio: o da autonomia da vontade", acrescenta.

Inaugurado no dia 24 de julho de 2015, o Espaço Júlia funciona na Alameda de Santo António dos Capuchos, fazendo parte da sua equipa técnicos de apoio à vítima da Freguesia de Santo António e agentes da PSP, em parceria com o Centro Hospitalar de Lisboa Central.  

Os técnicos intervêm diretamente nas denúncias de violência doméstica em articulação com as diversas entidades com atuação no âmbito da violência doméstica, nomeadamente, serviços sociais de emergência, autarquias locais, unidades de saúde familiar, segurança social e organizações da sociedade civil, bem como a promoção de atividades de caráter preventivo, informativo e de sensibilização na comunidade local.

Leia Também: Tribunal de Leiria decreta prisão preventiva para homem de 48 anos

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2021 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório