Meteorologia

  • 09 MAIO 2021
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 20º

Edição

"Os cobardes que me acusam fiquem a saber: Não me intimidam"

Sócrates já chegou ao tribunal onde vai assistir à leitura da decisão instrutória.

"Os cobardes que me acusam fiquem a saber: Não me intimidam"

"Venho aqui porque não está no meu temperamento ficar em casa quando alguma coisa de tão importante se decide e me diz respeito (...) Em segundo lugar, venho para assinalar um momento importante na justiça portuguesa", declarou José Sócrates aos jornalistas à chegada ao tribunal, onde vai ficar a saber se vai a julgamento e por que crimes.

Esta é "a primeira vez, durante o processo Marquês, que um tribunal decide comunicar diretamente aos interessados uma decisão e não comunicá-la através dos jornalistas". 

O ex-primeiro-ministro disse ser a "primeira vez que um tribunal tenta dignificar a justiça". 

José Sócrates acrescentou que vinha também para "denunciar aquilo que é, ou que tem sido, uma obscena campanha mediática que tem como objetivo condicionar o tribunal e condicionar a liberdade".

"Ao longo destes meses, o jornalismo português, por influência do MP, tentou condicionar a decisão do tribunal (...) Fê-lo com o silêncio de todas as instituições", acusou José Sócrates, detalhando que, ao longo dos últimos meses, o juiz foi "acusado de ser o juiz dos poderosos, o juiz dos amigos do Sócrates".

"Acontece que nunca em nenhuma instituição - daquelas a quem compete defender a liberdade dos tribunais e dos juízes - teve a mínima intervenção". "Foram cúmplices do silêncio", atirou. "Além do mais, é absolutamente extraordinário, diria até absolutamente inaceitável, que o presidente do Conselho Superior de Magistratura tenha permitido fazer considerações públicas".

Sócrates prosseguiu dizendo que o órgão a quem compete defender a independência dos tribunais "teve um comportamento inaceitável: pronunciou-se sobre matérias em discussão no processo Marquês, ainda ontem deu uma entrevista tentando desvalorizar a fase da instrução pública, dizendo que a instrução se tornou num pré-julgamento".

Terminando a declaração, e sem querer responder às perguntas dos jornalistas, Sócrates atirou: "Todos esses cobardes que me acusam, me agridem e me tentam fazer condenações sem julgamento, todos esses cobardes que me insultam nos jornais todos os dias, fiquem a saber que não me intimidam, aqui estou para lutar pela minha inocência"

O ex-primeiro ministro José Sócrates, de 63 anos, está acusado desde 2017, na Operação Marquês, de 31 crimes de corrupção passiva, branqueamento de capitais, falsificação de documentos e fraude fiscal, num processo com 28 arguidos e que já dura há sete anos.

A leitura da decisão instrutória do juiz Ivo Rosa, que determinará quais são os arguidos que vão a julgamento e por que crimes, será conhecida esta tarde. 

Leia Também: José Sócrates vai assistir à leitura da decisão instrutória

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2021 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório