Meteorologia

  • 16 OUTUBRO 2021
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 27º

Edição

Março foi "quente e muito seco" e pôs várias regiões em "seca fraca"

Alguns locais do Vale do Douro, Vale do Tejo, do Alentejo e toda a região do Algarve estavam no final de março em situação de seca fraca, segundo o último boletim climatológico do IPMA.

Março foi "quente e muito seco" e pôs várias regiões em "seca fraca"
Notícias ao Minuto

12:37 - 09/04/21 por Lusa

País IPMA

No final de março, 81,3% de Portugal continental estava em situação de seca normal, 18,1% em seca fraca e 0,6% em chuva fraca, de acordo com o índice meteorológico de seca (PDSI) disponível hoje na página do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

No final de fevereiro, 59,6% do continente estava em chuva fraca, 29,5% em normal, 10,4% em chuva moderada, 0,4% em chuva severa e 0,1% em seca fraca.

O instituto classifica em nove classes o índice meteorológico de seca, que varia entre "chuva extrema" e "seca extrema".

De acordo com o IPMA, existem quatro tipos de seca: meteorológica, agrícola, hidrológica e socioeconómica.

No final de março, e em relação ao mês anterior, foi registada uma diminuição significativa dos valores de percentagem de água no solo em todo o território.

Os valores de percentagem de água no solo foram inferiores a 80% na generalidade das regiões, sendo de destacar alguns locais do Baixo Alentejo, com valores inferiores a 40%.

Além do índice de seca, o Boletim Climatológico indica que o mês de março se classificou como quente e muito seco.

O valor médio de temperatura média do ar, 12,57 graus Celsius, foi 0,66 graus superior ao valor normal 1971-2000.

Quanto ao valor médio da temperatura média do ar, 18,65 graus, foi superior ao normal (+1,65 graus), sendo o 5.º maior valor desde 2000 (mais alto em 2009 com 19,91 graus).

O valor médio de temperatura mínima do ar, 6,49 graus, foi inferior ao valor normal com uma anomalia de -0,34 graus.

O menor valor da temperatura (-3,6 graus) foi registado em Lamas de Mouro (Viana do Castelo), no dia 24 de março, e o maior valor (31,1 graus) em Dunas de Mira (Coimbra), no dia 31.

No que diz respeito ao valor médio da quantidade de precipitação em março (15,3 milímetros) foi muito inferior ao valor normal 1971-2000 e corresponde a apenas 25%.

"Não se verificou ocorrência de precipitação em grande parte do mês em todo o território, exceto nos dias 04, 05, 11 e 12", segundo o boletim.

Leia Também: Catorze distritos do continente sob aviso amarelo por causa da chuva

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório