Meteorologia

  • 10 ABRIL 2021
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 18º

Edição

Esplanadas? DGS lembra as cinco medidas a adotar contra a Covid-19

Voltou a ser possível a partir desta segunda-feira estar em esplanadas, mas há certas medidas que os restaurantes devem cumprir para garantir a segurança dos clientes nestes espaços. Recorde as cinco regras essenciais.

Esplanadas? DGS lembra as cinco medidas a adotar contra a Covid-19

Arrancou, esta segunda-feira, a segunda fase do plano de desconfinamento em Portugal continental. Entre as várias medidas, a partir de hoje, os restaurantes, pastelarias e cafés que tenham esplanada podem reabrir os espaços ao ar livre, ainda que com grupos limitados - um máximo de quatro pessoas.

Para garantir a segurança de todos, a Direção-Geral da Saúde (DGS) recordou que, ainda assim, é necessário que os estabelecimentos tenham em conta algumas medidas específicas de proteção contra a Covid-19 nas esplanadas. Eis as cinco principais: 

  • As mesas devem ser limpas e desinfetadas e as toalhas trocadas, entre cada cliente, com produtos recomendados e adequados; 
  • A loiça utilizada pelos clientes deve ser levada na máquina de lavar com detergente, a uma temperatura elevada (80-19ºC); 
  • Os equipamentos críticos - como por exemplo terminais de pagamento automático ou ementas, devem ser desinfetadas após cada utilização; 
  • Todas as zonas de contacto frequente devem ser limpas e desinfetadas pelo menos seis vezes por dia e com recurso a produtos adequados; 
  • Os colaboradores não devem entrar em contacto com alimentos expostos e prontos para comer com as próprias mãos e devem usar utensílios adequados. 

O Governo decidiu, na passada quinta-feira, avançar com a segunda fase do plano de desconfinamento. Além das escolas dos 2.º e 3.º ciclos, hoje voltaram a estar disponíveis as Atividades de Tempos Livres dirigidas a esses estudantes, assim como centros de dia e equipamentos sociais de apoio à deficiência.

No que se refere ao comércio, a partir de hoje as lojas com porta para a rua com menos de 200 metros quadrados deixam de ter de vender ao postigo e passam a poder ter as suas portas abertas ao público, para, de acordo com a rotação e as regras da Direção-Geral da Saúde, poderem fazer atendimento presencial dos seus clientes.

Os ginásios também voltam a reabrir, mas ainda sem a possibilidade de aulas em grupo.

Leia Também: Normalidade regressa à rua das esplanadas no bairro lisboeta de Telheiras

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório