Meteorologia

  • 13 JUNHO 2021
Tempo
21º
MIN 18º MÁX 29º

Edição

Hospital Garcia de Orta aumenta resposta na Dermatologia

A população do sul do país dispõe, a partir deste mês de março, do Centro de Responsabilidade Integrada (CRI) de Dermatologia no Hospital Garcia de Orta, em Almada, que pretende melhorar a resposta a doentes com problemas dermatológicos.

Hospital Garcia de Orta aumenta resposta na Dermatologia

Conforme anunciou hoje o hospital em comunicado, no distrito de Setúbal, o Serviço de Dermatovenereologia desta unidade constituiu-se no primeiro Centro de Responsabilidade Integrada do país na área da Dermatologia.

Através de um reforço de meios complementares de diagnóstico e terapêutica a curto-médio prazo, o CRI propõe-se a aumentar o número de consultas especializadas e multidisciplinares, e reunir condições para a implementação de protocolos de referenciação com outras instituições.

Aumentar a produtividade dos recursos, contribuindo para uma maior eficiência, através de formas de organização flexíveis, orientadas para dar respostas céleres às necessidades dos utentes, é outro objetivo do novo CRI, que foi formalmente constituído no passado dia 04 de março.

Este centro é formado por equipas multidisciplinares que voluntariamente aderem a este modelo de organização orientado por objetivos negociados, transparência de processos e responsabilização das partes por um projeto comum, que reconhece e premeia o desempenho coletivo e individual.

"Com este novo CRI, o Hospital Garcia de Orta dará uma resposta mais adequada e diferenciada aos utentes com patologia dermatológica, inflamatória e oncológica", afirma o diretor do Serviço de Dermatologia e do CRI, João Alves, citado na nota.

"A curto prazo, vamos consolidar as áreas de diferenciação como a Dermatologia e Cirurgia Oncológica, Alergologia Cutânea, Infeções Sexualmente Transmissíveis e Dermatologia genital, aumentar e melhorar a resposta na Fotodermatologia e Dermatoscopia Digital", acrescenta o clínico.

De acordo com o HGO, o novo centro deverá assegurar o tratamento de doentes do sul do país com cancros cutâneos, incluindo cancros cutâneos avançados e recidivados, e outros problemas dermatológicos que, até agora, eram encaminhados para outras unidades hospitalares de Lisboa.

O Serviço de Dermatologia do HGO conta atualmente com um total de 11 médicos, quatro enfermeiras, dois assistentes operacionais e duas assistentes técnicas.

Leia Também: Cirurgiões do Garcia de Orta vão operar 500 doentes em entidades privadas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório