Meteorologia

  • 18 SETEMBRO 2021
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 24º

Edição

Portugal conta receber 4 milhões de doses da Pfizer no 2.º trimestre

A ministra da Saúde disse hoje que Portugal conta receber no segundo trimestre cerca de quatro milhões de vacinas contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech, com quem Bruxelas acordou hoje a antecipação do fornecimento de 10 milhões de doses.

Portugal conta receber 4 milhões de doses da Pfizer no 2.º  trimestre
Notícias ao Minuto

18:52 - 16/03/21 por Lusa

País Covid-19

"Relativamente às quantidades de doses da vacina Pfizer/BioNTech no nosso país, aquilo que temos sinalizado como para entrega no primeiro trimestre é uma quantidade de doses de cerca de 1,3 milhões, e no segundo trimestre uma quantidade de cerca de quatro milhões", disse Marta Temido, que falava em conferência de imprensa após dirigir, desde Lisboa, uma videoconferência de ministros da Saúde da UE.

Temido ressalvou que "estas quantidades de doses de vacinas da Pfizer/BioNTech são, naturalmente, em relação a alguns dos meses do segundo trimestre, sujeitas a eventual confirmação de entrega e respeitam o princípio da distribuição de acordo com a população de cada país".

"Como já foi várias vezes referido, Portugal tomou a opção de adquirir todas as quantidades de vacinas que podia adquirir relativamente às vacinas que já estão em fornecimento, exceto em relação à vacina da Moderna, cujo último contrato adicional -- não o base, mas o adicional -tinha prazo de entrega que já nos colocava no primeiro trimestre de 2022, e portanto optámos por preterir em detrimento de quantidades de vacinas de outras companhias com um prazo de entrega mais útil para Portugal", concluiu.

A Comissão Europeia anunciou hoje ter chegado a acordo com a BioNTech-Pfizer para a entrega antecipada de 10 milhões de doses da vacina contra a covid-19, que estarão assim disponíveis já no segundo trimestre.

Em comunicado divulgado em Bruxelas, o executivo comunitário explica que estes 10 milhões de doses fazem parte do lote de 100 milhões de doses contemplados no segundo contrato com a BioNTech-Pfizer, cuja entrega estava prevista para os terceiro e quarto trimestres de 2021.

"Eu sei o quão crítico o segundo trimestre é para o desenrolar das estratégias de vacinação nos Estados-membros. Estes 10 milhões de doses antecipadas elevam o total de doses da vacina da BioNTech-Pfizer no segundo trimestre para 200 milhões. Trata-se de uma excelente notícia, pois dá margem de manobra aos Estados-membros e possivelmente compensa lacunas nas entregas" de outras vacinas, comentou a presidente da Comissão, Ursula von der Leyen.

Esta antecipação da entrega de 10 milhões de vacinas para os meses de abril, maio e junho terá ainda de ser aprovada pelos Estados-membros.

O anúncio do acordo entre a Comissão Europeia e a farmacêutica alemã BioNTech e a sua parceira norte-americana Pfizer tem lugar um dia depois de vários Estados-membros, entre os quais Portugal, terem decidido suspender a administração da vacina da AstraZeneca por "precaução", devido à formação de coágulos sanguíneos em alguns dos vacinados.

Atualmente, há quatro as vacinas contra a covid-19 aprovadas pela Agência Europeia do Medicamento (EMA): BioNTech-Pfizer, Moderna, AstraZeneca e Janssen (grupo Johnson & Johnson).

Leia Também: AO MINUTO: "Cada dose conta"; Temido fala em "momentos de incertezas"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório