Meteorologia

  • 01 DEZEMBRO 2021
Tempo
MIN 6º MÁX 17º

Edição

Proibição de circular entre concelhos vai manter-se ao fim de semana

A circulação entre concelhos de Portugal continental vai estar proibida no fim de semana de 20 e 21 de março e no período da Páscoa, entre 26 de março e 5 de abril, anunciou hoje o primeiro-ministro, António Costa.

Proibição de circular entre concelhos vai manter-se ao fim de semana

António Costa falava aos jornalistas, desde o Palácio da Ajuda, em Lisboa, no final do Conselho de Ministros, que esteve desde hoje de manhã reunido para aprovar o plano do Governo de desconfinamento do país a partir de 15 de março.

A medida pretende "garantir que a Páscoa não é um momento de deslocação e de encontro, mas, pelo contrário, mais um momento de confinamento", justificou o primeiro-ministro.

Assim, de acordo com o anunciado, mantém-se a proibição de circulação entre concelhos de Portugal continental no fim de semana de 20 e 21 de março e também entre os dias 26 de março e 5 de abril, correspondente ao período pascal.

A proibição de circulação entre concelhos do continente aos fins de semana, entre as 20h de sexta-feira e as 5h de segunda-feira, tem sido uma medida adotada em contínuo pelo Governo para limitar a circulação de pessoas e, por consequência, do vírus, desde a quadra de passagem de ano de 2020 para 2021.

No Natal passado foi permitida a circulação entre concelhos para permitir o reencontro de famílias, um fator que foi considerado determinante para o aumento de casos de contágio e de mortes, sobretudo nos dois primeiros meses deste ano.

Hoje, António Costa revelou que o plano de reabertura será "a conta-gotas" a partir de 15 de março, considerando que, neste momento, se pode falar "com segurança" de uma "reabertura progressiva da sociedade" segundo um plano que vai decorrer em quatro fases, até 03 de maio.

Segundo o plano apresentado, os primeiros a abrir, na próxima segunda-feira, serão as creches, o ensino pré-escolar e o 1.º ciclo, assim como os respetivos centros de atividades de tempos livres (ATL), atividades culturais como livrarias, bibliotecas e arquivos, o comércio local de bens não essenciais para vendas ao postigo, incluindo o comércio automóvel, e as atividades de cabeleireiro e similares.

Por seu lado, a Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) anunciou também hoje que as missas com presença de fiéis vão ser retomadas também na segunda-feira, dia 15, sendo de evitar procissões ou visitas pascais.

O primeiro-ministro avisou que as medidas da reabertura serão reavaliadas quinzenalmente e terão que ser revistas sempre que Portugal ultrapassar "o número de 120 novos casos por dia por 100 mil habitantes a 14 dias ou sempre que o nível de transmissibilidade ultrapasse o 1".

Hoje, o presidente da República renovou o estado de emergência, após aprovação do parlamento.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.621.295 mortos no mundo, resultantes de mais de 117,9 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.635 pessoas dos 812.575 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

[Notícia atualizada às 21h33]

Leia Também: Plano de desconfinamento prevê reabertura "a conta-gotas". Siga em direto

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório