Meteorologia

  • 21 ABRIL 2021
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 19º

Edição

PSP desmente publicação no Facebook e nega ter autuado idoso no Porto

"Quem fotografou e divulgou a situação, um dos cidadãos autuados, deturpa claramente o que ocorreu", indicou a Polícia de Segurança Pública.

PSP desmente publicação no Facebook e nega ter autuado idoso no Porto

Uma publicação colocada na página de Facebook 'Porto. O lado abandonado da cidade" garantia, esta quinta-feira, que a Polícia de Segurança Pública (PSP) tinha autuado um idoso no valor de 200 euros. Na imagem que acompanhava o post, que teve bastante disseminação nas redes sociais, via-se um agente junto ao homem sentado num banco de jardim com fitas que impedem que este seja usado, no âmbito do combate à Covid-19.

"Aqui está uma pessoa idosa que vai buscar comida a uma cantina social, não se consegue mover sem descansar um bocado para continuar a caminhar com uma bengala, foi autuado em 200 euros pela polícia", referia a página, explicando ainda que o Sr. Mendes, na foto, "vive num quarto e recebe uma reforma de 200 euros".

Após se ter tornado viral, a PSP fez um comunicado onde esclarece a questão e nega ter autuado o cidadão. "No passado dia 3, na cidade do Porto, os nossos polícias verificaram três cidadãos a conversar, sem observar o distanciamento social e encontrando-se dois deles sem máscara", informou.

Um terceiro cidadão, "mais idoso", encontrava-se "sentado num banco de jardim, sinalizado com fitas para impedir o seu uso e tinha a máscara colocada no queixo".

A PSP revelou que abordou as pessoas, "alertando-as para a necessidade de observarem as medidas de diminuição de risco de contágio". "O cidadão mais idoso, após a advertência, de imediato colocou a máscara de forma correta e justificou o uso do banco pelo estado de cansaço em que se encontrava, pelo que necessitava um momento de pausa".

Neste seguimento, "os polícias, e bem, ofereceram o apoio e não registaram qualquer autuação, o que foi motivo de agradecimento pelo cidadão". "Quem fotografou e divulgou a situação, um dos cidadãos autuados, deturpa claramente o que ocorreu", terminam.

Leia Também: Gabinete de psicologia da PSP apoiou 4.650 polícias durante a pandemia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório