Meteorologia

  • 17 SETEMBRO 2021
Tempo
22º
MIN 18º MÁX 26º

Edição

Detida dona de lar ilegal onde morreram duas idosas em Torres Novas

O corpo de uma das vítimas foi ocultado por "tempo ainda indeterminado".

Detida dona de lar ilegal onde morreram duas idosas em Torres Novas

A Polícia Judiciária de Leiria deteve, esta sexta-feira, a proprietária do lar de acolhimento para idosos ilegal, de Torres Novas, onde duas idosas, de 92 e 90 anos, foram encontradas mortas.

A suspeita, de 41 anos, está acusada de prática de dois crimes de maus tratos agravados pelo resultado (morte), um crime de profanação de cadáver e dois crimes de maus tratos.

De acordo com a autoridade, a suspeita arrendou uma casa onde acolheu quatro idosas e, para cuidar delas, cobrava uma mensalidade fixa.

A Polícia defende, em nota enviada às redações, que as duas idosas morreram na sequência de "maus tratos infligidos". O cadáver de uma delas foi inclusive ocultado "por tempo ainda indeterminado, sem que a arguida comunicasse a morte ocorrida às autoridades competentes ou a familiares".

A detida irá ser presente às autoridades judiciárias para a aplicação das medidas de coação.

Já ontem, o coordenador do Departamento de Investigação Criminal da PJ de Leiria, Fernando Jordão, adiantou à Lusa que, desde quarta-feira, estavam a ser realizadas diligências e a ser ouvidas pessoas para se apurar se a morte das duas idosas decorreu de alguma conduta criminosa.

O responsável sublinhou a sua surpresa com a existência desta habitação, num prédio de apartamentos, situado junto a um bairro da vila de Riachos, sem as condições mínimas para funcionar como casa de acolhimento.

O alerta para o 112 terá sido dado por um familiar que quis retirar uma das idosas da casa de acolhimento ilegal, encontrando resistência por parte da proprietária, o que acabou por espoletar a situação, disse à Lusa o presidente da Junta de Freguesia de Riachos.

José Júlio afirmou que a casa se situa num prédio já um pouco afastado do Bairro Sópovo e que estaria em funcionamento, de forma clandestina, sem que os vizinhos se apercebessem, há cerca de três meses.

Leia Também: PJ está a investigar a morte de duas idosas em lar ilegal em Torres Novas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório