Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2021
Tempo
14º
MIN 12º MÁX 19º

Edição

BE defende que investimento nos idosos deve ser uma prioridade

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins, considerou hoje que se devem tirar lições da pandemia de covid-19 e fazer do investimento nos idosos uma prioridade para o país.

BE defende que investimento nos idosos deve ser uma prioridade
Notícias ao Minuto

17:06 - 22/02/21 por Lusa

Política Covid-19

A proliferação de lares ilegais, a falta de cuidados domiciliários e a falta de respostas com dignidade aos idosos, que ganharam maior dimensão com o atual estado pandémico, não pode deixar ninguém sossegado, afirmou a bloquista aos jornalistas, depois de uma reunião com a direção do Lar Monte dos Burgos, no Porto.

E, por esses motivos, Catarina Martins entendeu que os equipamentos e respostas à terceira idade têm de estar no centro das preocupações, nomeadamente numa altura em que se fala de investimento no país e num programa de recuperação.

Dessa forma, a líder do BE defendeu a criação de respostas residenciais para idosos com dependência que tenham qualidade, que assegurem a sua saúde e o seu tratamento com dignidade.

A esta, a bloquista juntou a necessidade da criação de redes públicas de cuidados domiciliários para os idosos que querem continuar na sua casa.

Além disso, falou na importância de se alterarem as habitações para que as pessoas mais velhas não sejam obrigadas a sair da sua casa.

"Quantas pessoas vivem em casas que são frias, com escadas que não conseguem subir e com banheiras para as quais não podem entrar", exemplificou.

Catarina Martins pediu que se tirem lições do que tem acontecido com a pandemia de covid-19 e se faça do investimento nos idosos uma prioridade para o país.

Falando numa "absoluta necessidade" que se olhe para esta temática, a bloquista sublinhou que estas prioridades têm estado "um pouco afastadas do debate público", justificando assim a sua vinda a este lar do Porto.

Portugal registou hoje 61 mortes relacionadas com a covid-19 e 549 novos casos de infeção com o novo coronavírus, o número mais baixo desde 06 de outubro, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

O boletim epidemiológico da DGS revela também que estão internados 3.322 doentes (mais seis do que no domingo), dos quais 627 em cuidados intensivos, menos 11.

A 06 de outubro foram reportados 427 casos.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.466.453 mortos no mundo, resultantes de mais de 111 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.023 pessoas dos 798.074 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório