Meteorologia

  • 01 DEZEMBRO 2021
Tempo
14º
MIN 6º MÁX 18º

Edição

Presidente do São João elogia "enorme dignidade" de Francisco Ramos

O presidente do Hospital de São João, Porto, Fernando Araújo, elogiou hoje o anterior coordenador da 'task force' para a vacinação contra a covid-19 pela "enorme dignidade" em "assumir responsabilidades, mesmo quando não se tem responsabilidade direta nos erros".

Presidente do São João elogia "enorme dignidade" de Francisco Ramos
Notícias ao Minuto

22:37 - 03/02/21 por Lusa

País Covid-19

Fernando Araújo, que falava aos jornalistas esta noite em frente às urgências do Hospital de São João, onde decorria neste hospital do Porto a operação de acolhimento de 15 doentes do Hospital Amadora/Sintra, foi convidado a comentar a nomeação do vice-almirante Henrique Gouveia e Melo que substitui Francisco Ramos.

"Não o conheço. Respeito a decisão. Precisamos de gente com capacidade e competência. Mas aproveito para deixar uma nota ao doutor Francisco Ramos que, com enorme dignidade, assumiu os erros que a instituição que dirige teve e teve a capacidade de ler e apresentar a sua decisão", referiu o presidente do concelho de administração do Centro Hospitalar e Universitário de São João.

O dirigente deste equipamento do Norte do país defendeu que "às vezes é necessária a capacidade de assumir responsabilidades, mesmo quando não se tem responsabilidades diretas sobre o assunto".

O vice-almirante Henrique Gouveia e Melo é o novo coordenador da `task force´ para o plano de vacinação contra a covid-19, substituindo Francisco Ramos, que apresentou a sua demissão do cargo, anunciou hoje o Governo.

"O Governo nomeou o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo para coordenador da `task force´ do plano de vacinação contra a covid-19 em Portugal", adiantaram os ministérios da Saúde e da Defesa Nacional em comunicado, avançando que o militar assume essas funções de imediato.

O novo coordenador, vice-almirante Henrique Gouveia e Melo, assegurou hoje que vai apertar as regras e o controlo do processo, além de exigir uma maior consciencialização dos envolvidos.

"Claro que vamos apertar mais as regras, o aperto das regras é uma coisa importante, e o aperto do controlo também é importante, e também a consciencialização das pessoas que estão no processo", afirmou aos jornalistas em declarações transmitidas pela RTP3.

Leia Também: São João. "Se for necessário receber mais 15 doentes, teremos capacidade"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório