Meteorologia

  • 05 MARçO 2021
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Saiu de casa após agressão. Marido matou-a com tiros de caçadeira

O suspeito foi acusado pelo Ministério Público do homicídio da mulher, entre outros crimes. Depois de a ter atirado pelas escadas, o agressor matou a mulher com dois tiros de caçadeira.

Saiu de casa após agressão. Marido matou-a com tiros de caçadeira

O Ministério Público de Aveiro deduziu acusação contra um homem que está acusado de ter matado a mulher com tiros de caçadeira, depois de, num incidente anterior, a ter atirado pelas escadas. O suspeito vai responder judicialmente pela prática dos crimes de violência doméstica, homicídio qualificado e detenção de arma proibida.

Em nota partilhada pela Procuradoria Geral-Distrital do Porto, defende o Ministério Público que o arguido e a vítima viveram juntos durante 15 anos, acabando por casar em junho de 2019.

Em agosto, a mulher começou a trabalhar e o "arguido passou a sentir ciúmes e desconfiança", controlando as suas redes sociais, refere o despacho de acusação. A certa altura, no seguimento de uma discussão, o homem empurrou a mulher, fazendo-a cair de uma escada. A vítima ficou com lesões, mas recuperou e passou a viver com familiares, em Esmoriz.

No dia 31 de julho de 2020, o suspeito foi ao seu encontro, munido de uma caçadeira para a qual não tinha a necessária licença. De acordo com a acusação do Ministério Público, o suspeito esperou pela mulher junto ao local de trabalho, atingindo-a com dois disparos que lhe provocaram a morte.

O Ministério Público apela que o arguido continue a aguardar o desenvolvimento do processo sujeito à medida de coação de prisão preventiva.

Leia Também: Muitos casos de violência doméstica tiveram início na pandemia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório