Meteorologia

  • 22 OUTUBRO 2021
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 23º

Edição

Portugal já administrou 212 mil vacinas contra a Covid-19

Informação foi revelada esta sexta-feira pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Portugal já administrou 212 mil vacinas contra a Covid-19

Portugal já administrou, até ao momento, 212 mil vacinas contra a Covid-19. A informação foi revelada esta sexta-feira pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS) no Twitter.

A vacinação que arrancou no final do passado mês de dezembro começou pelos profissionais de saúde envolvidos na prestação de cuidados a doentes, e entretanto, já durante este mês, foi alargada aos profissionais das forças armadas, forças de segurança e serviços críticos; profissionais e residentes em Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas (ERPI) e instituições similares; e profissionais e utentes da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI).

A partir do próximo mês, e se o plano não sofrer alterações, começam a ser vacinadas pessoas de idade ≥ 50 anos, com pelo menos uma das seguintes patologias: Insuficiência cardíaca; Doença coronária; Insuficiência renal (Taxa de Filtração Glomerular < 60ml/min); (DPOC) ou doença respiratória crónica sob suporte ventilatório e/ou oxigenoterapia de longa duração.

De lembrar ainda que António Costa afirmou, ontem, que o plano de vacinação nacional está em linha com os objetivos da Comissão Europeia e que, sem incidentes ou imprevistos, no final do verão, Portugal terá 70% da população adulta vacinada.

No entanto, António Costa quis logo a seguir destacar o seguinte aviso: "Há várias condições que não dependem de nós", referiu, dando como exemplos mudanças em fábricas da Pfizer ou o recente acidente de viação na autoestrada A2.

"Ninguém sabe se vamos ter outros incidentes. Se não houver incidentes, com o calendário definido e contratualizado entre a Comissão Europeia e as diferentes empresas, assim como com o calendário de distribuição estabelecido para os diferentes países, isso permitirá que em todos, e também é Portugal, 70% da população esteja devidamente vacinada e imunizada", frisou em conferência de imprensa, no final de uma cimeira de líderes europeus, que decorreu por videoconferência.

Já esta sexta-feira ficou a saber-se que o grupo de trabalho para o plano de vacinação contra a Covid-19 está a preparar uma proposta para incluir os titulares de altos cargos de decisão e os bombeiros entre os prioritários a vacinar.

Numa entrevista ao jornal Expresso, o coordenador da 'task-force', Francisco Ramos diz que está a ser trabalhada uma proposta "para que possam ser incluídos entre os prioritários os titulares de altos cargos de decisão", considerando que "é essencial estarem protegidos".

Leia Também: Vacinação? "Atividade política deverá ser inserida nos serviços críticos"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório