Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2021
Tempo
15º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

Fim de 2020 e início de 2021 com 6.705 mortes (mais 1.300 que a média)

Dados revelados esta sexta-feira pelo INE mostram que 20,1% do total de óbitos na primeira semana de 2021 se deveu à Covid-19.

Fim de 2020 e início de 2021 com 6.705 mortes (mais 1.300 que a média)

Na última semana de 2020 e na primeira de 2021 registaram-se um total de 6.705 mortes, "mais 1.300 óbitos que a média de 2015-2019", revelam dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), revelados esta sexta-feira.

Na primeira semana de 2021 - de 4 a 10 de janeiro - registaram-se, de acordo com o Instituto, "3.634 óbitos, mais 563 óbitos relativamente à última semana de 2020 (3.071 óbitos) e mais 830 que a média de 2015-2019".

Do total de óbitos estes dias, 729 foram por Covid-19, "correspondendo a 20,1% do total".

Já em 2020 registaram-se, em Portugal, 123.409 óbitos - de acordo com dados preliminares - sendo que este valor representa, "mais 11.118 que em 2019 e um excesso de mortalidade de 12.220 óbitos relativamente à média dos últimos cinco anos".

Do total de óbitos no ano passado, "61.441 foram de homens e 61.968 de mulheres, mais 5.269 e 5.849 que em 2019 e um excesso de mortalidade, respetivamente, de 5.643 e de 6.578 óbitos, em relação à média de 2015-2019".

Mais de 70% dos óbitos - 88 634 - foram de pessoas com idades iguais ou superiores a 75 anos, "dos quais cerca de 60% (53.088) de pessoas com 85 e mais anos", é ainda mostrado.

Quanto a regiões, o INE destaca que "cerca de 1/3 dos óbitos registaram-se na região Norte", com a Área Metropolitana de Lisboa e a região Centro a concentrarem "cerca de metade da mortalidade registada em 2020". O maior acréscimo de óbitos "ocorreu fora de um estabelecimento hospitalar (domicílio ou noutro local), mais 16,5% que a média de 2015-2019 e mais 14,4% que em 2019".

Os dados completos podem ser consultados no relatório do INE, aqui.

Leia Também: Médicos preocupados com impacto do excesso de mortalidade

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório