Meteorologia

  • 01 MARçO 2021
Tempo
17º
MIN 9º MÁX 18º

Edição

Baião saúda honras de Panteão Nacional concedidas a Eça de Queiroz

O presidente da Câmara de Baião saudou hoje a aprovação de uma resolução da Assembleia da República para conceder honras de Panteão Nacional ao escritor e diplomata português Eça de Queiroz, que tem ligações àquele concelho.

Baião saúda honras de Panteão Nacional concedidas a Eça de Queiroz
Notícias ao Minuto

19:09 - 15/01/21 por Lusa

País Baião

"Não pode ser atribuída maior distinção a um cidadão nacional, do que serem-lhe concedidas honras de Panteão Nacional", afirmou Paulo Pereira, em declarações à agência Lusa.

Para o autarca, "honrar a memória de Eça de Queiroz é o que verdadeiramente deve mover-nos e unir-nos".

"Haverá maior forma de valorizar o seu legado do que conceder-lhe honras de Panteão Nacional", pergunta o edil, assinalando que a "aprovação desta proposta despertou o acordo entre as diferentes forças partidárias na Assembleia da República".

"Por via desta distinção", prosseguiu Paulo Pereira, "estamos não apenas a valorizar a vida e obra do escritor, mas também os lugares queirosianos que de uma forma magistral registou para a eternidade nos seus livros".

Entre estes lugares, anotou à Lusa, o "mais alto lugar queirosiano continuará a ser Tormes, espaço onde todos os anos acorrem muitos milhares de visitantes para conhecer melhor a sua obra e as paisagens de Santa Cruz do Douro", freguesia do concelho de Baião e onde se situa a sede da Fundação Eça de Queiroz,

"Não podemos inclusivamente esquecer que esta proposta partiu de uma deliberação da Fundação Eça de Queiroz, que é presidida por um descendente de Eça de Queiroz", acentuou, recordando que "esta distinção honra, assim, também, a Fundação Eça de Queiroz e reforça o seu prestígio e importância".

A terminar, prometeu que, "enquanto baionense e presidente da Câmara", tudo continuará a fazer "para concretizar iniciativas que honrem a vida e obra de José Maria Eça de Queiroz e valorizem a sua ligação ao território" de Baião, "em articulação com os diferentes poderes públicos, locais e nacionais".

O projeto de resolução, votado na quinta-feira, visa "conceder honras de Panteão Nacional aos restos mortais de José Maria Eça de Queiroz, em reconhecimento e homenagem pela obra literária ímpar e determinante na história da literatura portuguesa".

A iniciativa partiu de um repto lançado pela Fundação Eça de Queiroz e insere-se no espírito da lei que define e regula as honras de Panteão Nacional.

O deputado do Partido Socialista José Luís Carneiro e atual presidente da Assembleia Municipal de Baião começou, na sua intervenção, no debate parlamentar que discutiu a resolução, precisamente afirmou que Eça de Queiroz "é superiormente singular e um dos maiores vultos da literatura e cultua nacional", que na função diplomática "defendeu com superior inteligência e com coragem a dignificação do ser humano".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório