Meteorologia

  • 15 ABRIL 2021
Tempo
21º
MIN 15º MÁX 21º

Edição

Ministro Eduardo Cabrita pede abertura de inquérito ao tiroteio no Seixal

O ministro da Administração Interna determinou à Inspeção Geral da Administração Interna (IGAI) a instauração de um processo de inquérito ao tiroteio no Seixal que deixou dois militares feridos.

Ministro Eduardo Cabrita pede abertura de inquérito ao tiroteio no Seixal

O Ministério da Administração Interna determinou, esta quarta-feira, à Inspeção Geral da Administração Interna (IGAI) a instauração de um processo de inquérito para apurar os factos "e eventuais responsabilidades relacionadas com a ocorrência policial verificada ontem, em Fernão Ferro, concelho do Seixal".

Em nota enviada às redações, o gabinete de Eduardo Cabrita recorda que no incidente, em que foram usadas armas de fogo, estiveram envolvidos militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) e civis.

Ainda ontem à noite, a GNR esclareceu que o tiroteio ocorreu na sequência do cumprimento de um mandado de detenção e que há a lamentar a morte de um civil e três feridos, um dos quais grave.

Os GNR "abordaram o suspeito, o qual se encontrava acompanhado por uma mulher, tendo este reagido e disparado contra um dos militares, seguindo-se uma troca de tiros". Desta situação, "ambos os militares, bem como a mulher, ficaram feridos".

O suspeito "acabou por falecer no local" e "foi ainda detido um homem por resistência e coação".

De salientar ainda que, como deram nota os meios de comunicação, um dos GNR levou um tiro no estômago e o outro ficou ferido com gravidade.

Leia Também: Dois militares da GNR feridos em tiroteio no Seixal. Suspeito morreu

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório