Meteorologia

  • 17 SETEMBRO 2021
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 26º

Edição

"Vai ter de voltar a haver períodos de encerramento do país"

Fernando Medina afirmou, no comentário na TVI24, que "estamos na fase mais difícil de todas da pandemia".

"Vai ter de voltar a haver períodos de encerramento do país"

A pandemia da Covid-19 foi tema do habitual comentário semanal de Fernando Medina, às segundas-feiras na TVI24, com o presidente da Câmara de Lisboa a apontar que Portugal terá de voltar a passar por períodos de "encerramento".

"Acho que estamos numa fase muito difícil. Acho que estamos na fase mais difícil de todas da pandemia", considerou, justificando que o país se encontra com "uma situação real no terreno muito difícil", com "cerca de três vezes mais" infetados por dia do que tínhamos em março e abril, destacando também o aumento do número de internados. 

Além deste panorama, o presidente da Câmara de Lisboa frisou ainda que existe um "cansaço muito grande" da população: "As pessoas estão cansadas, saturadas, foram muitos meses. Já há muitas feridas do ponto de vista social"

As pessoas, segundo Medina, "tinham uma expectativa de não entrarem numa nova fase de confinamento". Por isso, "há um natural desespero de muitos, desgaste de muitos e cansaço de todos". 

Contudo, e apesar deste perfil traçado, os portugueses "estão a perceber o caminho que vamos ter de fazer, com muita determinação". "Vai ter de voltar a haver períodos de encerramento do país", considerou. 

"O que já assistimos neste fim de semana, que vamos assistir no próximo e é possível que voltemos a assistir. Que voltemos a assistir até de forma mais prolongada porque, verdadeiramente, não há outra forma de nós controlarmos esta evolução dos números se não fizermos isto", defendeu, acrescentando que "nenhum de nós quer estar no cenário de sermos levados a uma posição de esgotamento ou rutura do Serviço Nacional de Saúde".

É nestes 10 concelhos que a situação da Covid-19 é mais crítica

Portugal registou, nas últimas 24 horas, mais 3.996 infetados pelo novo coronavírus, elevando o número de casos confirmados, desde o início da pandemia para 225.672, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado esta segunda-feira, pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Já a nível de óbitos, o país atingiu, esta segunda-feira, um novo máximo diário, registando 91 vítimas mortais. No total, morreram 3.472 pessoas em Portugal com Covid-19, desde março.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório