Meteorologia

  • 24 OUTUBRO 2021
Tempo
23º
MIN 13º MÁX 25º

Edição

Menos ajuntamentos e convívio são "fundamentais para reduzir transmissão"

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, considerou hoje que "menos" ajuntamentos e "menos dinâmica" social são dois fatores fundamentais para reduzir nas próximas semanas o número de infetados pela pandemia da covid-19.

Menos ajuntamentos e convívio são "fundamentais para reduzir transmissão"

"Menos ajuntamentos, menos dinâmica social é fundamental para contribuir para que nas próximas semanas possamos reduzir o índice de transmissão da doença. É essa a nossa maior ajuda que damos àqueles estão a fazer aquilo que só eles podem fazer que é curar, tratar daqueles que estão doentes", disse.

Eduardo Cabrita, que falava aos jornalistas à margem do compromisso de honra de 202 novos militares da GNR, inseridos no 42.º Curso de Formação de Guardas no Centro de Formação de Portalegre da GNR voltou a sublinhar que as forças de segurança estão a desenvolver neste período de emergência um trabalho que passa "essencialmente" pela pedagogia.

"Tem vindo a ser feita [fiscalização], como têm visto, numa dimensão essencialmente pedagógica, essencialmente de diálogo de responsabilidade, sabendo qual é que é o quadro legal aplicável e que permite às forças de segurança, quer a determinação de regresso ao domicílio, quer em situação limite com a cominação da prática do crime de desobediência", disse.

Devido à pandemia, assistiram presencialmente à cerimónia de compromisso de honra apenas 18 novos militares da GNR, os restantes 184 efetuaram o compromisso assistido à cerimónia através da Internet, nas unidades onde foram colocados.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório