Meteorologia

  • 28 SETEMBRO 2021
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

Matou-se frente à autarquia onde dormia há semanas a suplicar por um teto

Há mais de dois meses que dormia à porta da Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha, reclamando o direito a uma casa. O desespero por uma resposta, e por um teto, fez com que José Augusto Oliveira colocasse termo à vida e se enforcasse à porta da autarquia na madrugada de ontem, conta o Jornal de Notícias.

Matou-se frente à autarquia onde dormia há semanas a suplicar por um teto

Tinha apenas 45 anos mas o diagnóstico de diabetes tipo I, seguidos de uma cegueira provocada pela doença, atirou José Augusto Oliveira para uma pensão de invalidez de apenas 303 euros mensais.

De acordo com o Jornal de Notícias, este homem, divorciado e pai de três filhos, enforcou-se em frente à autarquia na madrugada da noite passada, um ato de desespero e resultado, em parte, dos problemas psiquiátricos de que admitia sofrer.

O desespero e a falta de um teto fez com que este ex-camionista passasse a dormir em frente Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha, onde vinha a suplicar por uma casa.

A autarquia acabou por lhe atribuir um quarto e assegurar-lhe todos os cuidados de saúde, mas talvez tarde demais.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório