Meteorologia

  • 26 NOVEMBRO 2020
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Investigadora vence Prémio Fundação Mário Soares com tese sobre fado

A tese de doutoramento em História "Não sei se canto se rezo", de Cátia Sofia Ferreira Tuna, foi distinguida com o Prémio Fundação Mário Soares/Fundação EDP, divulgou hoje a Fundação Mário Soares e Maria Barroso.

Investigadora vence Prémio Fundação Mário Soares com tese sobre fado
Notícias ao Minuto

18:00 - 29/10/20 por Lusa

País Cátia Tuna

A tese elaborada no âmbito do programa de doutoramento da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa "propôs-se estudar a nomeação do fado como oração ou reza, 'analisando os elementos religiosos que lhe são reconhecíveis, nos discursos em que o fado se diz a si próprio, considerando-se oração e religião, e nas divergentes representações e opiniões que dele circulavam no espaço público'", segundo comunicado da Fundação Mário Soares e Maria Barroso.

O prémio tem o valor pecuniário de cinco mil euros.

Além do prémio para a tese de Cátia Tuna, foram ainda atribuídas duas menções honrosas, 'ex-aequo', à tese, também de doutoramento em História, "Desafios Coloniais na Construção do Sistema Internacional de Proteção dos Refugiados: Os Processos de Descolonização do Quénia, Argélia e Angola (1950-1975)", de Ana Filipa dos Santos Guardião, defendida no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, e à dissertação de mestrado em Antropologia apresentada na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa com o título "Homossexualidade e Resistência Durante a Ditadura Portuguesa: Estudos de Caso", de Raquel Afonso Louro.

O júri do galardão foi presidido pelo musicólogo Rui Vieira Nery e constituído por Bruno Sena Martins, investigador no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, e por João Carlos Louçã, investigador no Instituto de História Contemporânea, da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

Esta é a 22.ª edição do Prémio que visa "galardoar autores de trabalhos académicos ou de investigação realizados no âmbito da História de Portugal do século XX".

O prémio e menções honrosas serão entregues "em sessão pública que terá lugar nas instalações da Fundação, em Lisboa, durante a primeira quinzena de dezembro, em dia e hora a fixar, e tendo em consideração a evolução da situação pandémica", segundo a mesma fonte.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório