Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2020
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Duas mortes no lar de Macedo de Cavaleiros com surto de coronavírus

A direção da Casa de Repouso Afonso, em Macedo de Cavaleiros, informou esta quarta-feira da morte de duas que testaram positivo no surto com 27 casos naquele lar privado do distrito de Bragança.

Duas mortes no lar de Macedo de Cavaleiros com surto de coronavírus
Notícias ao Minuto

20:07 - 28/10/20 por Lusa

País Covid-19

Num comunicado publicado nas redes socais, a direção da instituição informa que as duas idosas morreram na madrugada de quarta-feira que "apesar de padeceram já de patologias, o certo é que o vírus agudizou as mesmas".

A direção expressa condolências às famílias e informa que "todos os demais residentes se encontram bem e clinicamente estáveis".

Este lar de idosos tem 40 utentes e 20 funcionários e assegura que "todos os residentes continuam a ser monitorizados e acompanhados hora a hora pelos profissionais de saúde" que acompanham este surto.

O primeiro caso positivo de infeção foi detetado a 14 de outubro e diz respeito a uma utente que tinha sido hospitalizada para uma intervenção cirúrgica.

O maior surto em lares de idosos no Nordeste Transmontano continua a ser o da Santa Casa da Misericórdia de Bragança que, desde o dia 19 de outubro deixou de divulgar á comunicação social atualizações do ponto da situação.

Nessa data, os números davam conta de 18 mortes associadas à covid-19 e um total de cerca de 140 infetados entre os 170 utentes dos três lares da instituição, a que se juntam mais de 40 funcionários que testaram também positivo.

As últimas informações por parte da instituição foram dadas à Agência Ecclesia, com o Gabinete de Comunicação da Misericórdia de Bragança a indicar que se assiste a uma "franca recuperação" e que as entidades de saúde pública afirmam "já não se tratar de um surto".

Na publicação de 27 de outubro não são atualizados dados em relação ao número de óbitos, havendo apenas a indicação de "100 utentes a testar positivo", "38 colaboradores" com a infeção e "11 já recuperados".

O surto nos lares da Misericórdia de Bragança foi detetado com um primeiro caso positivo, de uma funcionária, a 23 de setembro.

Um surto mais recente, em Vila Flor, atingiu a Unidade de Cuidados Continuados, com 20 dos 29 utentes e quatro dos 30 funcionários infetados.

Na Câmara Municipal há 12 funcionários infetados o que levou ao encerramento do balcão de atendimento, da secção de Contabilidade e de toda a parte administrativa.

O número de casos de infeção pelo novo coronavírus ultrapassa os 1.500 desde o início da pandemia no distrito de Bragança, com mais de 50 mortes associadas á covid-19.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório