Meteorologia

  • 24 NOVEMBRO 2020
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 18º

Edição

Equipas de saúde pública reforçadas com mais de 150 pessoas

As equipas das unidades de saúde pública foram reforçadas com mais de 150 pessoas para apoiar na realização dos inquéritos epidemiológicos, entre os quais alunos de enfermagem, informou hoje o Governo.

Equipas de saúde pública reforçadas com mais de 150 pessoas
Notícias ao Minuto

17:47 - 28/10/20 por Lusa

País Covid-19

Os números foram revelados durante a habitual conferência de imprensa sobre a evolução da pandemia da covid-19 em Portugal pelo secretário de Estado e Adjunto da Saúde, que explicou que o reforço foi, em parte, possível com o recurso a estudantes das escolas médicas e de enfermagem.

"Houve, de facto, uma bolsa grande de recrutamento, não só de estudantes", disse António Lacerda Sales, precisando que na terça-feira as equipas da região Norte contavam com mais 50 pessoas e 97 em Lisboa e Vale do Tejo, sendo que no total havia um reforço de mais de 150 rastreadores.

Em 16 de outubro, a diretora-geral da Saúde anunciou que os alunos de enfermagem iriam reforçar as equipas de saúde pública na realização dos inquéritos epidemiológicos, para ajudar a ultrapassar atrasos no rastreio dos contactos.

Na altura, a medida foi criticada pela Ordem dos Enfermeiros que se manifestou contra a colocação de alunos de enfermagem nas unidades de saúde pública a realizar inquéritos epidemiológicos, quando ainda há cerca de 400 de enfermeiros desempregados.

Além destes, a ordem identificou mais de 200 enfermeiros especialistas em enfermagem comunitária e saúde pública disponíveis para integrar as equipas, cujos nomes e contactos dos enfermeiros foram compilados numa lista que António Lacerda Sales diz já ter pedido à Ordem dos Enfermeiros.

"Ainda hoje falei com a senhora bastonária para que nos pudesse disponibilizar, e já disponibilizou, uma bolsa ao nível de profissionais de saúde de enfermagem", disse o governante na conferência de imprensa, acrescentando que também haverá o recurso a "outros segmentos profissionais".

"É um esforço coletivo que estamos a fazer com escolas, com ensino superior, com outros segmentos profissionais para que possamos reforçar estas estruturas e de facto podermos interromper estas cadeias de transmissão", sublinhou.

A propósito do recurso aos estudantes de enfermagem, António Lacerda Sales disse ainda que as equipas para a realização dos inquéritos epidemiológicos são acionadas pontualmente, conforme a necessidade, pelo que "não justificaria um vínculo".

Portugal contabiliza hoje mais 24 mortos relacionados com a covid-19 e 3.960 novos casos confirmados de infeção, atingindo um novo máximo diário, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). 

De acordo com o boletim hoje divulgado, foi atingido um novo máximo de novos casos diários, com mais 3.960 infeções, superando os 3.669 novos casos registados no dia 24.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório