Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2020
Tempo
15º
MIN 6º MÁX 15º

Edição

Português acusado de homicídio em Espanha por matar colega de casa

António Silva Azevedo é acusado de ter matado o colega de casa com recurso a uma tesoura.

Português acusado de homicídio em Espanha por matar colega de casa

O Ministério Público espanhol pediu 12 anos e meio de prisão para António Silva Azevedo, um português acusado de ter matado o colega de casa, durante uma discussão, em setembro do ano passado, em Espanha.

A tese da acusação, apresentada na audiência que decorreu na segunda-feira, defende que António regressou a casa, no dia 20 de setembro de 2019, e começou a discutir com a vítima, Elías Martín Espinosa. De acordo com a imprensa espanhola, os dois colegas de casa tinham uma má relação, marcada por discussões constantes que eram motivadas pelo preço que o português pagava pelo quarto.

Alega o Ministério Público que o arguido pegou numa tesoura e atacou Elias no lado esquerdo do pescoço, atingindo a jugular - uma veia que transporta um volume considerável de sangue dos tecidos da cabeça e do cérebro.

Na sequência do ataque, Elías Martín Espinosa perdeu entre três a quatro litros de sangue e entrou em paragem cardiorrespiratória.

As equipas de emergência médica não conseguiram estancar a hemorragia e o óbito acabou por ser declarado. 

Elías Martín Espinosa, de 50 anos, de nacionalidade equatoriana, era casado, tinha cinco filhos e estava emigrado em Espanha. 

António Silva Azevedo acabou por ser detido em Son Gotleu, Espanha, e corre o risco de ter de cumprir uma pena de prisão de 12 anos e meio. O Ministério Público pede ainda uma indemnização de 115.500 euros para a viúva e 99 mil euros para o filho mais novo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório