Meteorologia

  • 24 NOVEMBRO 2020
Tempo
16º
MIN 9º MÁX 18º

Edição

Covid-19. Hospital de Évora cria nova área para doentes respiratórios

O Hospital de Évora anunciou hoje que vai criar uma nova área dedicada a doentes respiratórios (ADR) Covid-19 do Serviço de Urgência Geral, graças a módulos acoplados ao edifício, num investimento de quase 454 mil euros.

Covid-19. Hospital de Évora cria nova área para doentes respiratórios
Notícias ao Minuto

17:38 - 26/10/20 por Lusa

País Covid-19

Em comunicado enviado hoje à agência Lusa, o Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) revelou que o início destas obras está previsto para quinta-feira e que a nova ADR "entrará em funcionamento até ao final deste ano".

A empreitada, no âmbito do combate à pandemia de covid-19, enquadra-se no projeto ReMoTe -- Requalificação e Modernização Tecnológica do HESE, numa proposta de reprogramação aprovada pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Alentejo em setembro do corrente ano.

Estas novas instalações, que envolvem um investimento de 453.747 euros, com 85% de financiamento através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), vão "nascer" em edifícios modulares, ocupando uma área de cerca de 325 metros quadrados.

Os módulos "ficarão acoplados ao edifício do Espírito Santo, dispondo de todas as condições de segurança para utentes e profissionais", afirmou o HESE, no comunicado.

Uma sala de pré-triagem e respetivos corredores de distribuição, uma ligação à urgência pediátrica, uma sala de observação, três zonas de observação individuais, instalações sanitárias e uma sala de reanimação são as valências incluídas.

"Todo o espaço" da nova ADR-SU "terá pressão negativa e estará equipado com os requisitos de ventilação estipulados pela Direção-Geral da Saúde para esta tipologia de doentes", vincou o hospital.

Desde abril que, "devido à necessidade imediata e incontornável de dar resposta à pandemia, houve uma adaptação e realocação de Serviços que alterou profundamente o funcionamento do HESE", nomeadamente nas valências de Gastroenterologia, Ortopedia, Unidade de Admissão de Doentes Cirúrgicos ou Cirurgia, explicou a presidente do conselho de administra, Maria Filomena Mendes.

"Por isso, a criação desta infraestrutura é crucial para a cidade de Évora, para o Alentejo Central e, inclusivamente, para a região Alentejo no atual contexto de pandemia, até à conclusão da construção do Hospital Central do Alentejo", argumentou.

Maria Filomena Mendes assinalou que a nova ADR-SU vai permitir "que os Serviços retomem as suas instalações e lotações habituais, assim como a atividade assistencial habitual aos doentes não covid-19, o atendimento de um maior número de utentes e melhores condições de segurança para doentes e profissionais".

Portugal contabiliza pelo menos 2.343 mortos associados à covid-19 em 121.133 casos confirmados de infeção, segundo o mais recente boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório