Meteorologia

  • 25 OUTUBRO 2021
Tempo
17º
MIN 14º MÁX 23º

Edição

Sabe identificar uma vespa asiática e o seu ninho? E sabe o que fazer?

Guarda Nacional Republicana explica-lhe o que fazer no caso de encontrar um ninho de vespa asiática.

Sabe identificar uma vespa asiática e o seu ninho? E sabe o que fazer?
Notícias ao Minuto

22:46 - 07/10/20 por Notícias Ao Minuto 

País Vespa asiática

Sendo cada vez mais frequente as vespas asiáticas em Portugal, a Guarda Nacional Republicana explica o que fazer perante um 'encontro' com estes insetos e/os respetivos ninhos. 

Primeiramente, é preciso saber identificar uma vespa  velutina (asiática) e o ninho. Para tirar todas as dúvidas, basta aceder à informação do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas. Sobre o aspeto da vespa asiática leia aqui. Sobre o aspeto dos ninhos aqui.

A deteção ou a suspeita de existência de ninho ou de exemplares de vespa asiática deverão ser comunicadas através ou do contacto com a GNR, ou através da linha SOS Ambiente e Território (808 200 520).

Neste caso, ao contactar com estas entidades será informado/a do procedimento a seguir para a efetiva comunicação da suspeita, que passará pela inserção/georreferenciação online do ninho ou dos exemplares de vespa e preenchimento online de um formulário com informação sobre os mesmos, disponível no portal www.sosvespa.pt. Depois de  preencher o formulário, deverá enviá-lo para a Câmara Municipal da área onde ocorreu a abservação.

Segundo a GNR, poderá também solicitar a colaboração da junta de freguesia mais próxima do local de deteção/suspeita para o preenchimento do formulário. Deverá, sempre que possível, ser anexada fotografia da vespa ou do ninho, para possibilitar a sua identificação.

A vespa velutina é uma espécie asiática característica de regiões tropicais e subtropicais do norte da Índia ao leste da China, Indochina e ao arquipélago da Indonésia, sendo a sua existência reportada desde 2011 na região norte de Portugal.

velutina distingue-se da espécie europeia Vespa crabro pela coloração do abdómen, que é predominantemente de cor preta, ao contrário da europeia, onde prevalece a cor amarela.

O Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas tem alertado para os efeitos da presença desta espécie não indígena, sobretudo na apicultura, por se tratar de uma espécie carnívora e predadora das abelhas.

A vespa asiática constitui também uma ameaça para a saúde pública, reagindo modo bastante agressivo quando tem os ninhos ameaçados, "incluindo perseguições até algumas centenas de metros". O ano passado, as mortes de quatro pessoas em Portugal foram associadas a picadelas deste inseto

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório