Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2020
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 20º

Edição

Homem morre em derrocada na mina de Neves-Corvo em Castro Verde

Um homem com cerca de 40 anos morreu hoje soterrado na sequência de uma derrocada na mina de Neves-Corvo, em Castro Verde (Beja), disseram à agência Lusa fontes da Proteção Civil e da GNR.

Homem morre em derrocada na mina de Neves-Corvo em Castro Verde

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja indicou que o óbito foi declarado no local pelo médico da viatura médica de emergência e reanimação (VMER), de Beja.

Segundo a mesma fonte, a Autoridade para as Condições do Trabalho foi contactada para averiguar as circunstâncias em que ocorreu o acidente.

O alerta, de acordo com o CDOS, foi dado às 19:55, tendo sido mobilizados bombeiros e viaturas da corporação de Castro Verde, uma viatura de Suporte Imediato de Vida e a VMER, além da GNR, num total de oito elementos, apoiados por quatro veículos.

Contactado pela Lusa, o comandante da corporação dos Bombeiros de Castro Verde, Vítor Antunes, explicou que o homem, que "terá 44 anos", foi "apanhado por uma derrocada" no interior da mina.

"O corpo ficou debaixo de uma pedra enorme", indicou Vítor Antunes.

Segundo o comandante, quando os bombeiros e o INEM chegaram ao local, o corpo da vítima já tinha sido transportado para a superfície por elementos do Grupo de Intervenção da Somincor, a empresa concessionária do complexo mineiro.

O último acidente com vítimas mortais em Neves Corvo remonta a 26 de junho de 2015, quando um homem de 27 anos, trabalhador de uma empresa subcontratada, morreu na sequência da queda de uma plataforma elevatória na lavaria do zinco.

A Lusa contactou a Somincor, empresa do Grupo Lundin Mining, mas não foi ainda possível obter mais esclarecimentos sobre o acidente de hoje.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório